Irmãs falam para alunos do CPII sobre suas experiências como bolsistas nos EUA

Carolina e Laura Rizzotto falaram sobre suas experiências como bolsistas para alunos dos Campis São Cristóvão II e III

Carolina e Laura Rizzotto falaram sobre suas experiências como bolsistas para alunos dos Campis São Cristóvão II e III

 

Depois de falarem para alunos do Campus Realengo II sobre suas experiências como bolsistas em universidades americanas, as irmãs Laura e Carolina Rizzotto participaram de um bate-papo com alunos dos Campi São Cristóvão II e III na última terça-feira, 4, no Teatro Mário Lago.

 

A primeira a falar foi Carolina, que contou sobre sua trajetória como bolsista no curso de produção de TV e Rádio da  New York Institute of Technology (NYIT) e como freelancer para a CBS e produtora e cinematógrafa para a TV Bandeirantes,  tendo a oportunidade de realizar coberturas importantes, tais como: as visitas de Dilma Rousseff e Michel Temer à Nova York; a sessão inaugural da Assembleia Geral das Nações Unidas; a viagem do Papa Francisco a Nova Iorque; as primárias das últimas eleições presidenciais norte-americanas; a posse do Presidente Donald Trump, o atentado a boate Pulse, em Orlando, dentre outras reportagens.

 

Mas como ela chegou lá?  Tudo começou em 2013, segundo a jornalista, quando já manifestava vontade de estudar fora, mas na ocasião sua escola não tinha programas de intercâmbio. Logo depois, o vice-presidente da NYIT, em visita ao Rio, foi a sua escola. “Tive a oportunidade de conhecê-lo, e ele me propôs estudar um mês de graça nos Estados Unidos se conseguisse 10 alunos para intercâmbio. Eu consegui 23 estudantes”, lembra. Com uma bolsa parcial, Carolina embarcou depois definitivamente para Nova York para estudar no NYIT. O restante do curso ela pagou trabalhando na própria universidade.

 

 Flávio Balod, assessor de Relações Internacionais do Colégio Pedro II, entre as irmãs Rizzotto

Flávio Balod, assessor de Relações Internacionais do Colégio Pedro II, entre as irmãs Rizzotto

Atualmente, Carolina conta com o seu próprio canal do Youtube, o Carol Rizzotto, com mais de dois mil inscritos. A jornalista apresenta vídeos em inglês, legendados em português, que exploram atrações e segredos de Nova Iorque, além de oferecer dicas sobre os desafios de fazer intercâmbio e morar fora do Brasil.
A dica que Carolina deu para os alunos foi focar no curso escolhido, conseguir informações sobre as melhores graduações pelo mundo, áreas de atuação, mercado de trabalho e outras. “Também não precisa ser um curso de quatro anos, pode ser um tempo menor, de até um mês”, ressalta. Para aprender e aprimorar o inglês é importante estudar gramática, conversar com colegas e fazer muitas redações.


Paixão


Já Laura tinha esse sonho de ser cantora desde os 8 anos, quando viu pela primeira vez a cantora Sandy se apresentar. Fazer balé e concluir o curso técnico em piano da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) foram importantes para sua carreira, mas ela conta que já aos 12 anos traduzia músicas brasileiras para o inglês, além de  compor também nessa língua. “Com 15 anos passei a fazer shows e gravei meu primeiro álbum”, recorda.
A ideia de estudar fora nasceu com o desejo de ter uma carreira internacional. Então o caminho foi tentar uma bolsa para cursar a Berklee College of Music, em Boston. “Com 17 anos fui morar sozinha, em um país estrangeiro. Foi uma fase difícil, mas uma experiência incrível. Conheci pessoas de todo o mundo, outras culturas, tudo isso morando em um único país”, enfatiza. Depois Laura foi para o California Institute of the Arts (Ca1ARTS), onde concluiu sua graduação. Aos 19 anos gravou seu segundo álbum e passou a se apresentar em diversos shows e festivais nos Estados Unidos.

Alunos dos Campi São Cristóvão II e III participaram do bate-papo com as irmãs Rizzotto

Alunos dos Campi São Cristóvão II e III participaram do bate-papo com as irmãs Rizzotto

No caso de Laura foi essencial descobrir sua paixão logo cedo e usar o tempo livre de forma inteligente para realizar seu sonho. Seu repertório autoral inclui mais de 100 canções originais, a maioria com letras em inglês, língua que aprendeu na escola, mas também ouvindo muita música e assistindo a filmes.
Com bolsa integral, Laura acaba de concluir o mestrado em educação musical na Columbia University, em Nova Iorque,. Ela também lançou seu mais recente trabalho, o EP “Ruby”, o primeiro da série “Pedras preciosas”, que ela veio apresentar no Rio.

 

Elas gostaram…

 

Camile Moura e Beatriz Guerin foram conferir a palestra sobre intercambio no exterior

Camile Moura e Beatriz Guerin foram conferir a palestra sobre intercambio no exterior

Camile Moura, do 8º ano, disse que adorou a apresentação das irmãs Rizzotto. “O que elas contaram me ajudou bastante, porque quero fazer intercâmbio nos Estados Unidos. Tenho parentes lá e acho que vai ser mais fácil conseguir estudar naquele país. Quero fazer jornalismo ou moda, mas também canto, como hobby.”

 

Beatriz Guerin, do 7º ano, disse que as experiências das duas irmãs lhe deram mais incentivo para fazer intercâmbio. “Quero fazer medicina nos Estados Unidos ou no Canadá.”

 

A palestra foi uma iniciativa da Assessoria de Relações Internacionais do Colégio Pedro II.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>