Hellen Valério garante o 11º lugar no International Brain Bee Championship

 

Hellen Valério

Hellen Valério, aluna do Campus Niterói

 

A aluna do Campus Niterói, Hellen Valério, obteve a 11ª colocação no 2017 International Brain Bee Championship. A competição de neurociência ocorreu entre os dias 3 e 6 de agosto, em Washington, nos EUA. Já de volta ao Brasil, a estudante contou um pouco sobre como começou seu interesse pelo assunto e suas experiências e preparação para a competição.

Hellen garantiu sua vaga como representante do Brasil na International Brain Bee Championship ao conquistar o 1º lugar na V Olimpíada Brasileira de Neurociências (BrazilianBrain Bee). O gosto pela neurociência teve início em 2015, impulsionado por um grupo de estudos desenvolvido no Campus Niterói, pela professora Mônica Narciso. Durante o projeto ela estudava por meio das aulas, leituras e até filmes. “Quanto mais me aprofundava na neurociência, mais curiosidade eu tinha. Isso me incentivou a continuar estudando e a participar da olimpíada”, conta.

A vitória de Hellen fez com que, pelo segundo ano consecutivo, o Colégio Pedro II estivesse presentado em 1º lugar na Olimpíada Brasileira de Neurociência – em 2016, a aluna Lorrayne Isidoro foi a campeã. Para a estudante, isso mostra a excelência do ensino que é dado no colégio. “Professores e outros funcionários estão sempre se dedicando e incentivando os alunos para que os nossos interesses ultrapassem a sala de aula. Com isso, as vitórias vêm como consequência”.

A estudante ficou muito empolgada com a experiência de participar de uma competição internacional. Ela se preparou para o desafio treinando o seu inglês, estudando por livros e treinamentos oferecidos pelos organizadores da etapa nacional e contando com o auxílio das professoras Mônica Narciso e Camila Marra.

Na International Brain Bee Championship, Hellen participou de cinco provas, sendo elas:

-Questões gerais de neurociência lidas oralmente, que deviam ser respondidas em fichas e entregue aos juízes;

-100 Questões de múltiplas escolhas, que deviam ser respondidas em 100 minutos;

-Prova de Anatomia, onde devia ser feito a identificação de 25 peças anatômicas reais do encéfalo.

-Prova de Histologia, onde o objetivo foi relacionar 20 imagens do tecido nervoso com a estrutura que ela representava.

– Prova de Diagnóstico de Pacientes, onde o objetivo era identificar as doenças representadas por meio de perguntas e exames.

Além das competições, a aluna participou de eventos do congresso da Associação Americana de Psicologia, onde ela pôde assistir apresentações de pesquisadores da área de neurociência. “Foi uma oportunidade única para uma estudante do ensino médio. Conhecer pessoas de diversos lugares do Brasil e do mundo, que como eu também gostam tanto da neurociência e das ciências em geral, foi realmente impressionante”, afirma Hellen.

Por: Valdeir Militão (Estagiário de Jornalismo)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>