Alunos do Tijuca I participaram de projeto de integrou música e meio ambiente

Alunos exploraram diferentes sonoridades na percussão com copos

Alunos exploraram diferentes sonoridades na percussão com copos

A Feira de Ciências do Campus Tijuca I foi o palco de apresentação dos resultados de um trabalho interdisciplinar, envolvendo as disciplinas de Música e Ciências, com as turmas do 3º ano durante o ano letivo de 2017. O meio ambiente foi o elemento de diálogo entre as duas disciplinas.

Ao longo do ano, foi estimulada a descoberta da produção sonora com materiais descartáveis e de reuso. Nos inúmeros momentos de apresentações de grupos artísticos que utilizam exclusivamente sons não convencionais, os estudantes foram surpreendidos com garrafas de vidro, desentupidores de pias, latas de lixo, barris de plástico, vassouras, talheres e até mesmo vegetais sendo utilizados nas práticas musicais.

Impulsionados pela prática musical utilizando objetos do cotidiano reaproveitados, o trabalho realizado em sala de aula, no último período, girou em torno da percussão com copos plásticos, explorando timbres variados e desafiando os estudantes na criação de células rítmicas.

Durante a feira, realizada no dia 21 de março, as turmas realizaram uma mostra musical, sob orientação do professor Paulo Coutinho. Utilizando copos e um litofone (instrumento construído com placas de rochas), a apresentação abordou elementos de criação e improvisação musical, formas musicais e controle rítmico por meio da percussão.

Além disso, a equipe de Música, formada pelos professores Juliana Chrispim, Paulo Coutinho e Pedro Mendonça, organizou uma mostra interativa com diversos objetos sonoros não convencionais e instrumentos musicais construídos a partir de materiais descartáveis. Durante o evento, todos os estudantes do campus, assim como responsáveis e convidados, puderam experimentar os objetos e instrumentos, proporcionando momentos de descoberta e de integração musical.

Apresentação na Feira de Ciências foi orientada pelo professor Paulo Coutinho

Apresentação na Feira de Ciências foi orientada pelo professor Paulo Coutinho

No início do projeto, o trabalho de educação musical em sala de aula articulou a elaboração e a execução de arranjos de canções da música popular brasileira ao debate acerca das várias faces do desequilíbrio ambiental. As turmas apresentaram, para responsáveis e convidados, um arranjo que costurava as canções “Sobradinho”, de Sá e Guarabira, e “Oh, chuva”, de Luís Carlinhos, na Feira de Literatura, Artes e Música (Flam), ocorrida em 11 de novembro de 2017. No mesmo evento, os estudantes participaram da Oficina de Construção de Instrumentos Musicais com Materiais Alternativos, com o professor da UFRJ, Leonardo Fuks.

Dando continuidade aos debates críticos sobre as ações humanas no meio ambiente e seus impactos na vida cotidiana, no último período foi realizado um trabalho de composição de canções em sala de aula. Em um primeiro momento, os alunos criaram poemas por meio da exploração de rimas e linguagem poética. Em seguida, transformaram os poemas em canções, por meio do uso da palavra rítmica e da criação de melodias para os textos elaborados.

 

 

Por  Lucianne Anacleto (comunicadora do Campus Tijuca I) e Juliana Chrispim (professora e coordenadora de Música)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>