Ex-aluno do Tijuca II cria mapa interativo que permite visualizar casos de Covid-19 por CEP no Rio

Publicado em

Thales Mesentier é arquiteto e ex-aluno do CPII
Thales Mesentier é arquiteto e ex-aluno do CPII

Para ajudar a criar um panorama da disseminação do coronavírus em bairros cariocas, o arquiteto urbanista e ex-aluno do Campus Tijuca II, Thales Mesentier, de 26 anos, desenvolveu uma ferramenta online que permite a visualização dos casos registrados da doença no município do Rio a partir do código de endereçamento postal (CEP). A plataforma “Covid por CEP” coleta dados de fontes oficiais – Prefeitura do Rio e Ministério da Saúde – e apresenta, em um mapa interativo, os índices de contaminação pela cidade do Rio.

Basta digitar o CEP desejado para verificar a quantidade de casos diagnosticados pelas ruas do logradouro. Também é possível navegar pelo mapa da cidade e clicar nos ícones que indicam o número de casos acumulados e ativos, de pacientes recuperados e também de óbitos no local selecionado. A cor do ícone é mais escura nas áreas com grande incidência de coronavírus e assumem um tom alaranjado em pontos com menos notificações da doença. O círculo acompanhado de um contorno informa as mortes decorrentes da Covid-19 no CEP pesquisado.
Ferramenta permite verificar casos de Covid-19 por CEP
Ferramenta permite verificar casos de Covid-19 por CEP

Pela plataforma georreferenciada, que é atualizada diariamente, pode-se constatar os logradouros que reúnem a maior quantidade de casos e de mortes na capital fluminense (até o fechamento desta matéria), como, por exemplo, a Rua do Amparo em Rio das Pedras (119 casos e 9 óbitos), Estrada da Gávea (113 casos e 5 óbitos), Praia de Botafogo (104 casos e 5 óbitos), Rua São Miguel, na Tijuca (81 casos e 8 óbitos), entre outros endereços.

“Com o mapa podemos avaliar o impacto da Covid-19 pelas diversas áreas do município do Rio. Dá para notar bairros e ruas com surtos e com grande concentração de pessoas infectadas, permitindo uma vigilância e um controle mais direcionado. Espero que a ferramenta seja útil para a sociedade, pois ela mostra a disseminação do vírus pelas vizinhanças no Rio de Janeiro. Não se tratam apenas de números e de estatísticas distantes, mas sim de vizinhos, conhecidos e amigos que estão sendo impactados pela doença. É uma realidade próxima de todos nós”,  explica Thales, que é formado em arquitetura pela UFRJ e criou o projeto inspirado em uma iniciativa semelhante feita pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP. “Já estava com a ideia de reunir os dados do Rio, então eu me inspirei no projeto da LabCidade da FAU-USP e também em iniciativas de outros países que tinham o objetivo de mostrar o impacto do coronavírus nas cidades”.

Com apenas uma semana de existência, a ferramenta obteve grande repercussão na imprensa e nas redes sociais e já recebeu a visita de mais de 120 mil usuários. “Não esperava esse alcance todo. Por conta do grande fluxo, precisei fazer mudanças na estrutura do mapa e também acrescentei melhorias nas formas de busca e de navegação. É um trabalho de 24h por dia, mas está sendo gratificante”, afirma o jovem, que pretende ampliar o alcance do mapa para outros municípios do estado do Rio de Janeiro.

“O Governo do Estado também passou a publicar sua base de dados, que envolve outros municípios, e gostaria muito de expandir o mapa. No entanto, há muitos obstáculos que envolvem o processamento de CEPs em coordenadas geográficas, disponibilidade constante de dados, além do aumento de custos de manutenção da plataforma, que correm por minha conta. Mas já estou estudando formas que ajudem a financiar os custos de infraestrutura da ferramenta, cujo acesso continuará gratuito e acessível para todos”.

Processamento de dados e utilidade pública

Graduado em Arquitetura e Urbanismo pela FAU, em 2019, Thales Mesentier , sempre teve interesse em trabalhar com análise e processamentos de dados que possam ser revertidos em projeções de utilidade pública. Em seu trabalho de conclusão de curso, realizou estudos sobre mobilidade urbana no Rio, com foco no sistema carioca de ônibus.

“Eu me preocupo com questões como melhorar a mobilidade urbana da pessoas e também na análise de dados que possam trazer benefícios para a vida da sociedade. Foi a partir do estudo sobre o sistema de ônibus que adquiri experiência na criação de mapas interativos que, por sua vez, permitiu o desenvolvimento do “Covid por CEP”. Pretendo sempre continuar estudando tecnologias e maneiras de processar dados e informações importantes”, afirma o recém-formado.

Vida no Campus Tijuca II

Thales estudou no Campus Tijuca II durante sete anos, desde o sexto ano do Ensino Fundamental até a 3ª série do Ensino Médio. Nesse período, participou do grêmio estudantil e vivenciou a rotina de aluno engajado até sua formatura no colégio, em 2011.

“Tenho ótimas lembranças do Colégio Pedro II. Estava sempre trocando ideias com os outros alunos, diretores e funcionários. Para mim é um exemplo de escola pública que oferece ensino de qualidade, com professores muito qualificados. Possui um ambiente de diversidade, com estudantes de diferentes bairros, regiões e realidades sociais distintas, o que permite uma formação rica e inclusiva. Além disso, é uma escola que estimula a proatividade, incentivando os alunos a desenvolverem e a concretizarem seus próprios projetos. Isso é um aprendizado importante que os estudantes levam para a vida”, elogia o ex-aluno, que também dá dicas de produtividade para os estudantes do Colégio Pedro II durante o período de suspensão de aulas por conta da pandemia.

“Esse é um momento que as pessoas devem enfrentar com tranquilidade e segurança. A vida é muito maior e mais importante do que um ano letivo. As aulas sempre vão ser repostas, então aproveite esse tempo para continuar estudando em casa e também para desenvolver novas habilidades. Tente aprender uma nova língua, um instrumento musical e até mesmo aprender a lidar com informática e recursos tecnológicos. É um período único para colocar os projetos em prática”, aconselha Mesentier.

 

 

Por Esther Medina (Setor de Comunicação do Campus Tijuca II)

 

Categorizado em Fique por Dentro

Assuntos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Tema desenvolvido pela Comunicação Social do Colégio Pedro II para WordPress