Conteúdos digitais para impulsionar o aprendizado

Publicado em

CP2-Digital

Você sabia que o Colégio Pedro II oferece a seus alunos (e também a estudantes de outras escolas) uma série de conteúdos digitais para complementar os estudos em um ambiente online? Em 2018, nasceu o CP2 Digital! Nele é possível assistir videoaulas que complementam os conceitos curriculares abordados em sala de aula, realizar simulados com questões comentadas do Enem e até mesmo se preparar para as provas do processo de seleção de novos alunos do CPII. Tudo isso gratuitamente e com a experiência do corpo de professores da instituição.

O projeto é uma iniciativa da Coordenação de Ensino a Distância e nasceu da proposta de buscou reunir, em uma única plataforma, os diversos materiais produzidos pelos professores da escola. “O CPII sempre teve uma produção grande nesse sentido, mas que se perdia, que não era divulgada. Ao concentramos esses materiais, estamos organizando essa produção e dando visibilidade e oportunidade de que outras pessoas possam utilizá-los”, explicou Siddharta Fernandes, coordenador do projeto.

Além disso, o CP2 Digital fornece aos estudantes uma fonte confiável de informação no universo de possibilidade da internet. “Queremos que os alunos procurem materiais produzidos pela própria escola, em vez que pesquisar aleatoriamente na internet”, destacou Tânia Boffoni, coordenadora de EAD para a Educação Básica.

A equipe da Coordenação de Ensino a Distância do CPII gerencia o projeto
Siddartha, Thiago, Diana, Ana Beatriz e Tânia formam a equipe da Coordenação de Ensino a Distância do CPII que gerencia o projeto

 

O CP2 Digital conta com a participação de 20 professores que contribuem com as três frentes de conteúdos oferecidos pela plataforma:  #Partiu Cp2Enem Videoaulas. Para abordar um determinado assunto, cada professor tem autonomia para propor e explorar diferentes formas de conteúdos digitais. Hoje, o conteúdo se concentra em videoaulas e simulados, mas a ideia é não parar por aí.

 

#Partiu CP2

Todos os anos, o processo de seleção de novos alunos do CPII recebe milhares de inscrições de candidatos. No processo seletivo para o ano letivo de 2019, quase 6 mil crianças disputaram uma vaga para o 6º ano do ensino fundamental e mais de 14 mil adolescentes, para a 1ª série do ensino médio. Para isso, esses candidatos precisaram realizar uma prova de Português, de Matemática, de Redação e de Conhecimentos Específicos (para os cursos do ensino médio integrado). E devido à alta concorrência, aqueles que conseguem se preparar tem melhores chances de garantir uma vaga no CPII.

Pensando em democratizar o acesso a conteúdos que ajudem esses candidatos a estudar para as provas foi criado o #Partiu CP2. Nele é possível acessar provas dos concursos anteriores, realizar simulados e conferir vídeos com resoluções de questões comentadas por professores do CPII.

O professor Rony explica a resolução de uma questão do concurso de alunos
O professor Rony explica a resolução de uma questão do concurso de alunos

O professor de Matemática Rony Barros (SCII) é um dos que contribuem com vídeos de resolução de questões para a plataforma. Para ele, que leciona no CPII desde 2015, o projeto permite que qualquer estudante tenha acesso a informação de qualidade, gratuitamente. “Somos uma escola pública e como tal não podemos pensar somente nos alunos que têm o privilégio de estudar no Colégio Pedro II. Temos também que pensar naqueles que não conseguiram estar aqui e atendê-los de alguma forma. O CP2 Digital é um pedacinho do CPII sendo oferecido para todo mundo, de forma gratuita, como é a ideia do ensino público”, afirma.

Videoaulas

Na área de Videoaulas, os estudantes têm mais uma possibilidade de estudar conceitos vistos em sala de aula. “O que fazemos é uma proposta de ensino híbrido. Oferecemos um espaço virtual para que os professores possam trocar, interagir, disponibilizar materiais e promover outros tipos de atividades que ele não pode fazer em sala de aula”, explica Siddartha.

Hoje, a plataforma oferece conteúdos das disciplinas de Biologia, Desenho e Física, trabalhados na 1ª série do ensino médio, e também de Matemática, com resoluções das questões aplicadas no exame de qualificação da UERJ.

Segundo Rubens Oda, professor de Biologia, a preocupação em oferecer conteúdos voltados para a 1ª série busca reduzir os índices de repetência e, consequentemente, de evasão escolar. “Sabemos que a entrada no ensino médio traz um choque muito grande onde muitos alunos não conseguem acompanhar. Se a gente consegue com a equipe de professores, montar uma grade de vídeos que forneçam aos alunos condições de diminuir sua defasagem e conseguir acompanhar melhor as aulas – de uma forma mais lúdica, mais interativa- acho que estamos no caminho de uma educação do século XXI. A ideia foi criar uma lista de exercícios acessível e gratuita para os alunos do CPII e, eventualmente, para estudantes de fora, com resolução em vídeo. O primeiro passo foi oferecer esse material para a 1ª série e no futuro queremos replicar isso para a 2ª e 3ª séries e, quem sabe, chegar até o ensino fundamental. É pensar um Pedro II que tem mais de cem anos, mas que pensa em uma educação do futuro, montando sua plataforma digital”, comenta Oda, que há dez anos é professor do CPII e é um dos fundadores de uma das maiores plataformas online de educação do Brasil.

O professor Rubens Oda desenvolveu os conteúdos das vídeoaulas de Biologia
O professor Rubens Oda desenvolveu os conteúdos das vídeoaulas de Biologia

Em fevereiro, com as Provas Finais de Verificação (PFV), o professor acredita que o material disponibilizado no CP2 Digital pode ser de grande ajuda aos estudantes. “Esperamos que os alunos já possam utilizar os vídeos e, quem sabe, possamos diminuir os índices de repetência”, aposta.

Outro ponto positivo, destacado pelo professor Rony, é a possibilidade de os responsáveis terem contato com o que é ensinado na escola. “A videoaula é mais um recurso de aprendizado que pode atingir também os pais que gostariam de dar um apoio em casa em relação ao conteúdo ensinado na escola e também de saber como este conteúdo está sendo trabalho pelo professor”, analisa.

Enem

O CPII Digital também possui um espaço dedicado aos estudantes que estão se preparando para o Enem. Para ter acesso a esse conteúdo, o aluno precisa estar cadastrado no Moodle. A plataforma oferece diversos recursos na montagem de simulados, além de retornar dados estatísticos que podem auxiliar o professor a avaliar o desempenho de um determinado grupo de estudantes cadastrados.

Segundo Siddharta, os benefícios do Moodle vão muito além. “A plataforma oferece espaço para roteiros de estudo e fóruns onde os alunos podem trocar ideias com colegas e professores e simulados. Os campi e departamentos pedagógicos também podem ter espaços próprios ou compartilhados de preparação. Não há limites, as opções de utilização são muito vastas. Hoje vários campi fazem simulados e trabalhos preparatórios sozinhos. Com essa ferramenta podemos somar esforços juntos”, afirma.

Siddartha destaca ainda a qualidade do corpo docente envolvido nesse projeto – alguns deles, inclusive, já participaram de outras plataformas preparatórias online. Exemplos são os professores Rubens Oda (Biologia) e Lúcia Deborah (Português).

Para a professora Lúcia, a experiência em gravar videoaulas vem desde 2012. Quando soube da possibilidade de desenvolver esse trabalho no CPII, ela se entusiasmou. “Esse é um trabalho que pode chegar bem a um aluno, principalmente o de escola pública, que não tem muitas vezes o recurso para pagar a assinatura de um curso de videoaulas. Acho importante oferecermos isso. Com o CP2 Digital, a gente leva o CPII ao Brasil inteiro. Podemos democratizar a produção desse corpo docente incrível, composto por muitos mestres, doutores e pesquisadores. Acho isso incrível”, comemora.

Para a professora Lúcia, o CP2 Digital pode complementar o ensino tradicional
Para a professora Lúcia, o CP2 Digital pode complementar o ensino tradicional

Defensora do ensino híbrido, Lúcia acredita que as videoaulas tem a capacidade de complementar o ensino oferecido em sala de aula. “Alguns alunos reportam que a aula gravada tem uma vantagem para eles em termos de aprendizagem: se ele não entendeu direito, ele volta, assiste aquilo de novo quantas vezes quiser. A desvantagem é que, se fosse na escola, o professor explicaria de uma outra forma, o que se resolve com um canal de comunicação. Para o aprendizado dele, ele pode dedicar mais horas em casa além das que ele tem na escola. Para um aluno que está com problema de saúde, impedido de frequentar a escola, pelo mecanismo tradicional ele está fora da escola pública. Mas se ele puder ter acesso ao CP2 Digital, não vai ser a mesma coisa que estar na escola, mas ele pode ao menos não perder o contato com a aprendizagem nesse tempo”, destaca.

Alô, professor! Quer fazer parte da equipe do CP2 Digital?

Se você é professor do CPII e quer fazer parte desse projeto, entre em contato com  ead@cp2.g12.br.

Saiba quem faz o CP2 Digital

A equipe do CP2 Digital é formada por Siddharta Fernandes, Thiago dos Santos, Ana Beatriz Carvas), Diana Barbosa e Tânia Boffoni (equipe técnica) e pelos professores Afrânio Silva (Sociologia), Alda Coimbra (Inglês), Alfredo Sotto (Física), André Chaves (Matemática), Edson Souza (Inglês), Eduardo Capossoli (Física), Érika Njaime (Artes), Faber Paganoto (Geografia), Jéferson Dantas (Português/Redação), José Jorge (Português), Lúcia Déborah (Português), Luciene Zanardi (Desenho), Luis Gustavo (Matemática – PRD), Marcelos Caldeira (História), Ricardo França (Biologia), Rony Barros (Matemática), Rubens Oda (Biologia), Valquiria Cordeiro (Artes), Vera Rodrigues (Artes), Vivian Greco (Artes) e Walber Carvalho (Química)

Por Bianca Souza

Categorizado em Notícias

Assuntos:

Tema desenvolvido pela Comunicação Social do Colégio Pedro II para WordPress