Biblioteca Indica- 6ª Edição

Publicado em

Dia da Enfermagem

Para a sua 6ª edição do projeto Biblioteca Indica, a Equipe da Biblioteca Professor Hélio Fontes faz uma homenagem ao Dia Internacional da Enfermagem, profissionais que nesse cenário da pandemia mundial tiveram a relevância de sua atuação exaltada e trabalham incansavelmente para fornecer cuidado e atenção às pessoas, quando e onde precisam.

Comemorado no dia 12 de maio, a data foi escolhida em homenagem ao nascimento de Florence Nightingale, considerada a “mãe” da enfermagem moderna no mundo.

Florence Nightingale nasceu a 12 de Maio de 1820 em Florença, na Itália. Filha de pais ingleses foi criada na Inglaterra onde teve uma educação aristocrática, e aprendeu diversos idiomas, como o grego, latim, francês, alemão e italiano. Estudou ainda história, filosofia, matemática e estatística.

O que despertou a paixão por cuidar dos desvalidos, foi às visitas aos doentes que fazia com a sua mãe. Esta experiência orientou-a para a enfermagem apesar da oposição da sua família, rebelando se contra o papel submisso que as mulheres exerciam na sociedade de sua época, destinadas ao casamento e à maternidade.

Inscreveu-se no curso de enfermagem das ordens católicas religiosas em Kaiserwerth, na Alemanha, onde aprendeu os primeiros passos da disciplina na enfermagem, tendo completado o curso em três meses.

No Brasil, comemoramos entre os dias 12 e 20 de Maio a Semana da Enfermagem, que homenageia a trajetória de outra figura que teve igual importância para nós os brasileiros com sua atenção e cuidados aos convalescidos.

Ana Justina Ferreira Néri, ou simplesmente Ana Néri, nascida em 13 de dezembro de 1814 na cidade de Cachoeira, na Bahia foi a pioneira da enfermagem no Brasil.

Em 1864, quando seus dois filhos foram convocados para a Guerra do Paraguai , prontamente se ofereceu a prestar serviços voluntários nos hospitais militares.

Seu trabalho logo foi notado, pois apesar da falta de condições, pouca higiene, falta de materiais e excesso de doentes, montou uma enfermaria considerada modelo com seus próprios recursos.

Ana Néri faleceu no Rio de Janeiro, no dia 20 de maio de 1880.

A primeira escola oficial de enfermagem de alto padrão no Brasil foi fundada por Carlos Chagas em 1923 e em 1926 recebeu o nome de Ana Néri, em homenagem à primeira enfermeira brasileira.

O presidente Getúlio Vargas, assinou em 10 de agosto de 1938 o decreto nº 2.956  instituindo o dia do Enfermeiro, que deve ser celebrado em 12 de maio. Nessa data devem ser prestadas homenagens especiais à memória de Ana Neri, em todos os hospitais e escolas de enfermagem do nosso país.

Aos profissionais de enfermagem, o nosso reconhecimento e o nosso aplauso pelo trabalho desempenhado.

Fontes:

https://youtu.be/x9eje33J9FQ

https://youtu.be/RquXB8h95so

https://www.youtube.com/watch?v=AmKPJ3c_yCY  De Corpo e Alma”: Uma homenagem aos médicos na pandemia

https://portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br/apice/12-de-maio-dia-internacional-da-enfermagem/#:~:text=Al%C3%A9m%20das%20realiza%C3%A7%C3%B5es%20e%20conquistas,de%20t%C3%A9cnicas%20e%20evid%C3%AAncias%20cient%C3%ADficas.

http://www.bahiana.edu.br/herois/heroi.aspx?id=Mg==

https://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1930-1939/decreto-2956-10-agosto-1938-345733-publicacaooriginal-1-pe.html

https://claudia.abril.com.br/sua-vida/a-emocionante-e-inspiradora-historia-de-florence-nightingale/

Categorizado em #BibliotecaIndica, Biblioteca

Assuntos:

Tema desenvolvido pela Comunicação Social do Colégio Pedro II para WordPress