Tempo de escola, memória que se guarda: um recado do músico Pedro Luís

Publicado em

“Sou o tempo que passa, que passa, sem princípio, sem fim, sem medida!” nos diz Olavo Bilac, poeta brasileiro, no poema “O tempo”.

O tempo que passamos na escola e todas as memórias de amizades e aprendizados que construímos não nos dão adeus e ficam guardados no passado, mas podem estar vivos ainda em nós, em nossas escolhas diárias e em nossos planos e sonhos para o futuro.

Pensamos um pouco sobre esse tema do tempo e das memórias no projeto desenvolvido com as turmas de 4º e 5º anos. Ficamos muito felizes quando o Pedro Luís, cantor e compositor com uma bela trajetória na música brasileira, criador do Monobloco e do grupo Pedro Luís e a Parede, aceitou o convite para gravar um depoimento sobre suas memórias como ex-aluno do Colégio Pedro II.

O depoimento sensível e emotivo do Pedro Luís foi um presente para nós! Muitos ex-alunos compartilham esse amor especial pelo CPII e enaltecem a importância de um colégio que oferece uma formação humanista, que valoriza as linguagens artísticas, o esporte e a educação física em uma formação sólida e constante na grade curricular, sendo um diferencial em suas formações.

Gostaríamos de compartilhar esse vídeo com toda a comunidade escolar do Campus Humaitá I, como uma mensagem de fim de ano, e ainda aproveitando o mês de dezembro que nos traz os festejos pelo aniversário de nosso colégio, no dia 02.

“Ao Pedro II tudo ou nada? Tudo!”

Categorizado em Educação Musical, Notícias

Assuntos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Tema desenvolvido pela Comunicação Social do Colégio Pedro II para WordPress