Alunos do Humaitá II conversam com autores cariocas

Publicado em

Escritor Rafael Montes durante plaestra para alunos do Ensino Médio

Na segunda-feira, 11 de junho, dois escritores cariocas visitaram o Campus Humaitá II: Marcelo Alves, autor e roteirista de mangá sobre Machado de Assis, e Rafael Montes, que escreveu obras de sucesso como “Suicidas” e “Dias Perfeitos”, este último publicado em vários países.

Marcelo falou para alunos do 6º ano – turmas 601 e 603, da professora Aira Martins, e 605, da docente Thelma Ribeiro, ambas de Português. O mangá “Machado de Assis: caçador de monstros” foi a obra do trimestre lida pelos estudantes e que traz o mais cultuado dos autores brasileiros ainda jovem e vivendo aventuras na cidade do Rio de Janeiro da segunda metade do Século XIX.

Marcelo Alves fala sobre a história do mangá
Marcelo Alves fala sobre a história do mangá

Com a proposta de popularizar personagens literários famosos no formato Mangá – tipo de quadrinhos desenvolvidos no Japão –, Marcelo é também o autor de “Estella Vic: 1992 e o Manifesto Futurista”, outro projeto que pretende contar histórias tendo como pano de fundo acontecimentos históricos do país.

Segundo Aira, as histórias em quadrinhos foram o conteúdo do trimestre da disciplina. Ainda de acordo com a professora, além da leitura do mangá, os alunos foram orientados a contextualizar a trama do livro por meio de pesquisas sobre cenários e situações que aparecem na obra. “Eles também vão ler ‘Conto de Escola’, do Machado, um texto mais acessível para a idade deles”, explicou.

Professoras Aira e Thelma convidaram Marcelo Alves para palestra no campus
Professoras Aira e Thelma convidaram Marcelo Alves para palestra no campus

Os estudantes fizeram muitas perguntas, queriam saber mais sobre a origem do mangá e como a técnica chegou ao Brasil, além da data prevista para o lançamento de uma nova edição tendo Machado de Assis como protagonista. Alguns também fizeram comentários pertinentes acerca do mangá e da obra de Marcelo.

Violência

Autor de livros famosos que atraem um público variado, o autor carioca Rafael Montes afirmou para uma plateia de leitores formada por alunos da 2ª série que é avesso à violência, apesar de ser famoso por matar seus personagens.

“As pessoas costumam me enviar fotos de situações que envolvem violência, mas não gosto de nada disso, nem filmes de terror eu assisto”, revelou. Rafael explicou que está mais interessado no lado psicológico dos personagens e nos motivos que as levam a cometer crimes. “Nas situações violentas as pessoas mostram o que realmente são. Acontecimentos extremos revelam muito sobre os personagens”, concluiu.

A obra “Dias Perfeitos” foi indicada como literatura do trimestre pela professora de Português Marta Rodrigues. O aluno Vitor Gomes nunca tinha lido nenhum livro do autor e disse que gostou muito da trama que trata de um psicopata que sequestra uma mulher.  ‘Fiquei interessado também em ‘Suicidas’. Devo ler, com certeza”, ressaltou.

Aluno Vitor Gomes disse que gostou muito de 'Dias Perfeitos' e vai ler 'Suicidas'
Aluno Vitor Gomes disse que gostou muito de ‘Dias Perfeitos’ e vai ler ‘Suicidas’

Quando abriu para perguntas, o escritor foi muito questionado pelos alunos sobre o perfil psicológico dos seus personagens. Um dos alunos quis saber se ele se identifica com personagens tão perversos, como os canibais de “Jantar Secreto”. O autor afirmou que não acha que os tipos por ele criados sejam monstros, mas também não sente simpatia por elas.

Rafael afirmou ainda que não acredita que seus livros exerçam influência sobre os leitores, a ponto de levá-los a cometer atos extremados. “Na literatura pode-se tudo, e acredito sinceramente no seu poder transformador; mas não penso que obras de ficção tenham esse poder de levar as pessoas a imitarem os crimes dos personagens”, enfatizou.

A aluna Beatriz Rodrigues era uma das mais empolgadas com a conversa com Rafael. Ela disse que leu “Dias Perfeitos”, mas não conseguiu chegar ao fim de “Jantar Secreto”. “O livro descreve o canibalismo com muitos detalhes. Não tive estômago”, confessou.

Em momento descontraído com o autor a Professora Marta Rodrigues...
Em momento descontraído com o autor a Professora Marta Rodrigues…
...e a aluna Beatriz Rodrigues
…e a aluna Beatriz Rodrigues

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Setor de Comunicação do Campus Humaitá II

Categorizado em No Campus, Notícias, Português

Assuntos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Tema desenvolvido pela Comunicação Social do Colégio Pedro II para WordPress