II Seminário do NEFB debate o Francês como espaço plural

Publicado em

Mesa: Conteúdos como políticas e discurso.
Prof Felipe Dezerto (esquerda), prof Jorge Moreira (direita), mediador prof Carlos Guilherme Sampaio (centro)
Mesa: Conteúdos como políticas e discurso. Prof Felipe Dezerto (esquerda), prof Jorge Moreira (direita), mediador prof Carlos Guilherme Sampaio (centro)

Nos dias 20 e 21 de setembro aconteceu no Campus Humaitá II o “II Seminário do Núcleo de Estudos Franco-Brasileiros (NEFB). Neste ano, o tema em debate foi “O Francês como espaço plural: perspectivas de atuação”.

No primeiro dia do evento, as mesas foram voltadas para o ensino do francês, sendo compostas pelos trabalhos dos pesquisadores da linha de pesquisa “Teorias Linguísticas e Ensino do Francês no Brasil” e contaram ainda com a participação de convidados das Universidades Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Federal Fluminense (UFF).

As discussões abordaram a questão do ensino em seu encontro com as atuais políticas educacionais de línguas, a formação dos professores de Francês, além de relatos de experiências práticas exitosas realizadas no Colégio Pedro II por professores do quadro efetivo.

Apresentação do GT pesquisa e elaboração de material didático.  Prof Ana Cândida Brandão (esquerda) e Aline de Lima .
Apresentação do GT pesquisa e elaboração de material didático. Prof Ana Cândida Brandão (esquerda) e Aline de Lima .

Na perspectiva da linha de pesquisa “Literatura, discurso e identidade”, no segundo dia do evento o debate girou em torno das literaturas francófonas e suas transferências culturais, além dos trabalhos dos alunos de iniciação científica orientados pelos professores Patrícia Alves (São Cristóvão III) e Luciano Moraes (Centro).

“Na ocasião, os alunos puderam tomar assento diante do público e exercitar também a prática de divulgação do conhecimento produzido para demais professores e pesquisadores”, ressaltou o líder do NEFB, professor Felipe Dezerto, do Campus Humaitá II.

Segundo Dezerto, eventos como esse representam não somente um compromisso com a vida acadêmica e com a pesquisa, mas também significam um ato de resistência frente à crescente perda de espaço do Francês no ensino básico e às políticas de governo, cada vez menos plurilíngues.

Mesa: A iniciação à pesquisa científica nas literaturas em francês e prof orientadoras Patrícia Alves e Luciano Moraes.
Mesa: A iniciação à pesquisa científica nas literaturas em francês e prof orientadoras Patrícia Alves e Luciano Moraes.

Os trabalhos foram encerrados com o lançamento do livro do “I Seminário do NEFB: Pesquisas e práticas em ensino do Francês, a experiência do Colégio Pedro II”. A obra foi publicada pela Editora Letra Capital e financiada pela Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Cultura (Propgpec), estando disponível para download gratuito na página do NEFB.

Capa livro

Livro disponível para download gratuito

Setor de Comunicação do Campus Humaitá II

Categorizado em Francês, Notícias

Assuntos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Tema desenvolvido pela Comunicação Social do Colégio Pedro II para WordPress