Projeto ‘Hoje, eu quero #ConstruirAfetos’ incentiva alunos a compartilhar experiências

Publicado em

Cartela_Cristiano_Francisco

“Hoje, eu quero #ConstruirAfetos”. Esse é o nome do projeto idealizado por três professores do Humaitá II com a proposta de divulgar depoimentos de alunos do campus, funcionando como uma rede de compartilhamento e construção de afetos, um banco de memórias audiovisuais por onde passem emoções, reflexões, indignações, solidariedade, amor, vida.

Os professores Érika Lourenço (Desenho), Cristiano Campos (História) e Nathalia Cardoso (Língua Portuguesa) justificam a realização do projeto lembrando que “algumas de nossas experiências, vividas tanto de maneira individual quanto coletiva, ficam em nossas memórias, nos marcam, pois nos afetam, mexem conosco.”

Alunos do HU2 participam do Sopa de Letras com apresentações musicais, de dança e recitais de poesia
Alunos do HU2 participam do Sopa de Letras com apresentações musicais, de dança e recitais de poesia

Ainda de acordo com os professores,  nessas experiências “somos atravessados por alegria, tristeza, indignação, raiva, amizade, solidariedade, frustração… Na sala de aula, no momento de trabalho dos conteúdos, nas relações com os colegas, na sala do piano, no pátio, no refeitório, na quadra, na relação com professoras, funcionários da limpeza, do refeitório e da manutenção, inspetores, servidores do Soep, direção, guardas patrimoniais, responsáveis, vivemos encontros… São muitos os encontros e, em meio a eles, a partir deles e, muitas vezes, apesar deles, aprendemos a viver e podemos ensinar a quem está ao nosso redor.”

Em 2019 o HU2 recebeu pela segunda vez  estudantes da escola dinamarquesa Viden Djurs – Brazil Football College
Em 2019 o HU2 recebeu pela segunda vez estudantes da escola dinamarquesa Viden Djurs – Brazil Football College

Experiências

Um primeiro vídeo já foi realizado pelo aluno da 2ª série do Ensino Médio Francisco Silveira Azar.  O depoimento do estudante foi traduzido para Libras pelo tradutor e intérprete Thiago Carlos da Silva. Os professores esperam que, a exemplo de Francisco, os alunos se inspirem e participem do projeto, compartilhando experiências no espaço escolar que tenham sido importantes em suas vidas. “Se desejar, o estudante também pode relatar algum momento que tenha vivido nestes dias tão difíceis, falar sobre algo que tenha contribuído para alegrar a sua vida, para suavizar sofrimentos, para promover a solidariedade, reforçar a amizade”, ressaltou o professor Cristiano.

Os relatos podem vir acompanhados de música, poesia, leitura de texto (para aqueles que gostam de cantar, tocar, ler, recitar). Os estudantes podem estar acompanhados de seus responsáveis e outros familiares. Enfim, é para usar a criatividade! “Embora o momento seja desafiante, talvez, juntos, possamos criar – apesar de –  um espaço de alegria (s) e de (re)existência(s)”, ressaltou o professor de História.

A festa setembrina realizada em 2018 reuniu estudantes em uma gincana com três equipes
A festa setembrina realizada em 2018 reuniu estudantes em uma gincana com três equipes: Boitatá, Caroá e Aroeira

Como participar

Os vídeos serão postados no canal do Colaboratório de Educação e Humanidades (Colaboreh), no youtube, que reúne produções em vídeo de professores de quatro disciplinas do Humaitá II: Filosofia, Geografia, História e Sociologia. Os vídeos também serão compartilhados no canal do Humaitá II, no youtube, bem como nas redes sociais do campus.

Os vídeos e áudios devem ser enviados para o email: colaboreh@gmail.com

Caso tenha dúvidas sobre a realziação do vídeo, o aluno pode enviar uma mensagem para o email acima.

Seguem algumas dicas de gravação:

  • Os vídeos devem ter no máximo 5 minutos;
  • Procurem gravar com o celular na horizontal;
  • Caso seja possível utilizar dois celulares, use um para o áudio e outro para a imagem. Se não for possível, não deixe o celular tão distante, pois pode comprometer o áudio;
  • Se gravar o áudio e o vídeo separados, envie assim mesmo porque depois serão  sincronizamos;
  • Os melhores locais para filmar são as partes da casa onde há maior luminosidade do sol.

 

 

 

 

 

 

Logo 2020 Rodapé Comunicação

Assuntos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Tema desenvolvido pela Comunicação Social do Colégio Pedro II para WordPress