Ererebá – Apresentação

A Especialização em Educação das Relações Étnico-Raciais no Ensino Básico (Ererebá) é um curso de pós-graduação lato sensu de modalidade semipresencial. A proposta deste curso atende à necessidade não só de formação continuada do corpo docente do Colégio Pedro II e do público em geral, mas à urgente demanda por reparação, através da educação, dos danos sofridos, em território brasileiro, pelas populações negras e indígenas em situação de flagrante opressão social e racial. Nisso, o curso se constitui do propósito de revisar, repensar, analisar os projetos políticos pedagógicos que vigoram à luz da centralidade europeia e, a partir disso, propor, negociar, desenvolver novas práticas educacionais que se balizem por princípios civilizacionais outros, quer sejam africanos, afrodiaspóricos ou indígenas, resistentes à sanha colonizadora por tanto tempo.

O curso é uma iniciativa do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros do Colégio Pedro II (NeabCp2), e de membros do Grupo de Pesquisa GEPARREI (Grupo de Estudos, Pesquisas e Ações sobre Racismo, Relações Étnico-Raciais e Indígenas).

Objetivo

Assumindo como referências a defesa da ética humana e da tolerância e o respeito à diversidade e às alteridades, cabe pontuar a relevância desse curso em função dos seguintes objetivos, quais sejam:

  • Formar profissionais de educação para o Ensino das Relações Étnico-Raciais, da História e das Culturas Africanas, Afro-brasileiras e Indígenas na Educação Básica;
  • Repensar o lugar das identidades negras e indígenas na formação do educando, através da audiência de vozes de diferentes origens, com foco na Educação das Relações Étnico-raciais, na História e nas Culturas Africanas, Afro-brasileiras e Indígenas na Educação Básica;
  • Permitir a construção consciente da alteridade e da nostridade como práticas político-pedagógicas, tendo como foco a dinâmica da Educação das Relações Étnico-raciais.
  • Refletir sobre os valores éticos, estéticos, étnicos, religiosos, morais, psicológicos que corroboram para a manutenção da opressão racial na sociedade brasileira, no contexto da diáspora africana e do racismo ambiental, que exterminou e extermina as populações africanas, afrodiaspóricas e indígenas no contexto da colonização e seus desdobramentos;
  • Possibilitar a criação de práticas político-pedagógicas que apontem caminhos contra o preconceito e opressão racial e promovam de modo profundo e horizontal o ensino da História e das Culturas Africanas, Afro-brasileiras e Indígenas na Educação Básica.

Público alvo

Profissionais de Educação e áreas afins que queiram se aprofundar na questão racial, desenvolvendo projetos político-pedagógicos voltados para a promoção da Igualdade Racial, através da Educação das Relações Étnico-Raciais e do Ensino da História e das Culturas Africanas, Afro-brasileiras e Indígenas.

Estrutura curricular

Clique aqui para fazer o download da estrutura curricular do curso.

Estrutura Curricular – Ererebá

Avaliação

Avaliação.