Projeto “Robótica Educativa NAPNE SCI integrando com 6º ano/SCII” participa da FESTMATCP2-2019

Publicado em

Visitantes da FESTMATCP2 e participantes do projeto
Visitantes da FESTMATCP2 e participantes do projeto

No dia 25 de maio, o projeto “Robótica Educativa NAPNE SCI integrando com 6º ano/SCII”, coordenado pela professora do Atendimento Educacional Especializado (AEE) do Campus São Cristóvão I, Rosemary das Graças Pereira Moraes, participou da 7ª edição do Festival de Matemática do Colégio Pedro II (FESTMATCP2), no Campus Niterói.  O projeto surgiu da ampliação das ações do Grupo de Pesquisa “NAPNE/SCI: estratégias do público-alvo da Educação Especial (EE)” para o público “mundo”, ou seja, os alunos que não pertencem à EE.

De acordo com Rosemary, a identificação crescente de estudantes com motivação por inovações tecnológicas interessados em criar e em transformar materiais diversos em novos objetos ou recursos simples e/ou complexos, contribuiu para essa ampliação: “Considerando a diversidade do contexto sociocultural, com seus múltiplos desafios, que mobilizam a atenção, o interesse e desperta a criatividade de crianças e jovens no sentido de experimentar situações diferentes, de manusear objetos variados e de transformá-los em novos materiais tecnológicos, buscamos favorecer os alunos da Educação Especial, como os portadores do Espectro Autista, que em ambiência colaborativa, com interesses em comum, desenvolvem suas habilidades, e aos poucos, incluimos alunos que não pertencem à EE.”

Com a integração, o projeto de Robótica visa estabelecer um clima de cooperação entre os alunos do 4º e 5º anos do Ensino Fundamental I de SCI, e do 6º ano do Ensino Fundamental II de SCII, por meio do compartilhamento das vivências e das aprendizagens de cada aluno, respeitando o tempo necessário para se alcançar as metas planejadas.

“Esperamos que os estudantes da EE, em conjunto com os demais estudantes que participam do projeto, desenvolvam habilidades integradoras, colaborativas no alcance de metas e competências cognitivas, metacognitivas, motoras e socioafetivas, por meio de tarefas, como o manuseio e estudo compartilhado do material do kit para a construção do robô; a organização do material para classificação das peças; a verificação de baterias; a instalação, a programação e o planejamento das ações que serão realizadas nos robôs; entre outras”, enfatiza Rosemary.

Nesta edição da FESTMATCP2, os alunos  Ian Calassara Pereira (603), Ítalo Lanzillotti (603), Gabriel Carlos do Nascimento (603), Ana Luísa Oliveira (507), Angelo Hable Alvaíde (501), Gustavo Henrique Oliveira (407) e Vinícius Thalles Vasco (503) desempenharam tarefas individuais ou em grupo em um nível mais avançado do que na edição anterior, e apresentaram robôs com programações mais atualizadas, novos experimentos, controle remoto via celular e óculos de realidade virtual, muito procurados pelos visitantes do festival.

As reuniões do projeto de robótica integrado acontecem às terças-feiras, no turno da tarde, na Sala de Recursos Multifuncionais (SRM) do NAPNE de SCI.

 

Gabriel e Italo, da 603, mostram Robô e RV.
Gabriel e Italo, da 603, mostram Robô e RV.
Apresentadores do Projeto Robotica do 4º e 5º anos integrando 6º ano,  convidados do Nível Básico e professora Rosemary Moraes
Apresentadores do Projeto Robotica do 4º e 5º anos integrando 6º ano, convidados do Nível Básico e professora Rosemary Moraes

 

Como começou o projeto:

O Núcleo de Atendimento as Pessoas com Necessidades Específicas (NAPNE) do Campus São Cristóvão I, criado em 2017, inicialmente, contou com a colaboração de estudantes do Programa de Iniciação Científica do Ensino Médio de SCIII, ex-alunos do “Pedrinho”, conjugado a isso, participou de exitosas Chamadas Internas da Pró-Reitoria da Assistência ao Educando de Tecnologia Assistiva para o público-alvo da Educação Especial e da Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Cultura (PROPGPEC), o que resultou no fortalecimento das ações interdepartamentais e intercampi do Grupo de Pesquisa  “NAPNE/SCI: das estratégias do público-alvo da Educação Especial (EE)”, coordenado pela professora Rosemary Moraes.

As atividades do projeto realizadas em grupo, tinham frequência semanal, sendo enfatizadas a interação e a aprendizagem colaborativa entre as diferentes faixas etárias em dois níveis: 1º e 2º anos (Nível 0/Básico) e 4º e 5º anos (Nível 1), em dias diferenciados. As estimulações multissensoriais e tecnológicas,  partiam do concreto em ações individuais simples até o manuseio do robô que teve sua montagem em um ambiente coletivo, na FESTMATCP2/2017, que fez parte do evento de comemoração dos 180 do Colégio Pedro II.  As ações interativas incluíam estratégias para atenção concentrada, envolvimento na tarefa de equipe, habilidades sociais, tomada de decisões e de autoavaliação da própria ação ou participação, considerando o enfoque dos estudos  das competências socioafetivas e dos processos metacognitivos.

O projeto teve continuidade em 2018, nas aulas do Atendimento Educacional Especializado (AEE), realizadas na Sala de Recursos Multifuncionais (SRM) e  incluía propostas com situações-problemas, nas quais os alunos da AEE do 1º ao 5º ano trabalhavam para o alcance de resoluções em equipe, ressaltando que os desafios eram propostos mensalmente, considerando as diferenças das faixas etárias dos participantes. Em 2018, 6 (seis) alunos (três do 5° ano e três do 4º ano) frequentavam o AEE de abordagem suplementar, direcionado aos alunos com altas habilidades.

Participantes que passaram para o 6º ano em SCII, interessados em permanecer no projeto, foram relevantes para se pensar na integração com o Ensino Fundamental 2 do Campus São Cristóvão II.

Setor de Comunicação Social CSCII

Categorizado em Notícia

Assuntos:

Tema desenvolvido pela Comunicação Social do Colégio Pedro II para WordPress