Departamento de Português do CPII comemora o Dia da Língua Portuguesa

Publicado em

Dia da lingua portuguesa

No dia 05 de novembro,  das, 8h às 13h, ocorreu o evento em comemoração ao Dia da Língua Portuguesa 2019, no Anfiteatro do Campus São Cristóvão II. Comemorado anualmente em 05 de maio entre os países lusófonos, esta data celebra a importância cultural e histórica da língua portuguesa para toda a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP). No Brasil, o idioma português também é celebrado durante o Dia Nacional da Língua Portuguesa, em 05 de novembro, data instituída no país através do decreto de lei nº 11.310/2006, em homenagem ao escritor e político brasileiro Ruy Barbosa, que nasceu em 5 de novembro de 1849 e é considerado um grande estudioso da língua portuguesa.

Organizado pelo Departamento de Português e Literaturas de Língua Portuguesa (DPLLP) do Colégio Pedro II, o evento contou com uma programação variada, almejando a reflexão, a troca de idéias e a confraternização.

O Coordenador-Geral do DPLLP, Márcio Hilário, e o Diretor Geral do CSCII, Bernardino Paiva Matos, deram as boas-vindas aos convidados e aos participantes. A abertura da programação contou com a apresentação da Poesia/Slam do PS MC Paulo Santos (aluno do 9º ano de SCII).

 

 

Diretor Geral de SCII, Bernardino Paiva Matos (à esquerda) e Coordenador Geral da DPLLP, Márcio Hilário.
Diretor Geral de SCII, Bernardino Paiva Matos (à esquerda) e Coordenador Geral da DPLLP, Márcio Hilário.
PS MC Paulo Santos (aluno do 9º ano de SCII).
PS MC Paulo Santos (aluno do 9º ano de SCII).

As convidadas Máxima Gonçalves (graduada em Letras, Mestre em Literatura Brasileira e Doutora em Literatura Brasileira pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, professora de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira na rede municipal de Duque de Caxias e no Colégio Pedro II) e Carolina Rocha (ex-aluna do colégio, blogueira negra, escritora, militante feminista, Mestre em História pela Universidade Federal Fluminense e doutoranda em Sociologia no IESP/UERJ. Autora do livro: “O Sabá do Sertão: feiticeiras, demônios e jesuítas no Piauí Colonial”, publicado pela Paco Editorial em 2015. Realiza a “Oficina de escrita para mulheres” desde 2015) compuseram a 1ª mesa que abordou a temática “Resistência e Rexistência: O ensino de língua e literatura numa perspectiva decolonial”.  A 2ª mesa, composta por Marcel Alvaro de Amorim (professor da área de Linguagens do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ), atua como docente permanente no programa Profissional de Mestrado em Educação Profissional e Tecnológica do IFRJ e do Programa Interdisciplinar de Pós-Graduação em Linguística Aplicada da Universidade Federal do Rio de Janeiro) e por Marcos Vinícius Scheffel (professor da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde ministra as disciplinas de Didática e Prática de Enino de Português e suas literaturas para os alunos do curso de Letras) discursou sobre o tema “Base Nacional Comum Curricular – BNCC: dasafios para o ensino de língua e literatura”.

Convidada Carolina Rocha (à esquerda), professor Márcio Hilário  e convidada Máxima Gonçalves.
Convidada Carolina Rocha (à esquerda), professor Márcio Hilário e convidada Máxima Gonçalves.
Professora Luciana Viegas e convidados Marcel Amorim e Marcos Scheffel.
Professora Luciana Viegas e convidados Marcel Amorim e Marcos Scheffel.

“A temática  abordada foi organizada a partir de dados coletados em nossas reuniões.  As demandas das equipes acabaram convergindo para os assuntos discutidos no evento”, afirma Luciana Viegas, coordenadora de Português de São Cristóvão II.

O Grupo de Samba do CAIS/CSCII (Projeto Classes de Adequação Idade-Série), coordenado pelo professor de Educação Musical Maximiliano Marques e composto pelos alunos Gabriel Colombiano (892 – violão e chocalho), Victor Barros (894 – tantã), Poliana Azeredo (894 – tantã), Lucas Lira (892 – flauta transversa), Maria Eduarda (894 – voz), Yasmin Costa (892 – afoxé), Artur Lopes ( 894 – pandeiro), Isaaque dos Santos (894 – surdo e chocalho) e Felipe Augusto (892 – chocalho e surdo), abrilhantou o evento com as músicas “Fulminante”, de Allan Lima e Suel Alves, “Todo Amor do Mundo”, de Cleitinho Persona e Lucas Morato, e “Pela Última Vez”, de  Allan Lima e Suel Alves.

Grupo de Samba do CAIS/SCII.
Grupo de Samba do CAIS/SCII.

A performance “Sentidos” com os alunos do Campus São Cristóvão III, Matheus Trindade, Gloria Lila e Amélia Goulart, também fez parte das apresentações culturais.

O encerramento da comemoração ficou por conta da apresentação “Voz e violão” com Solange Guedes (aluna do PROEJA/RII) e André Gabrich (aluno de SCII).

 

https://youtu.be/YUtE4MfYmrk

https://youtu.be/wSSJfCEoXWw

Comunicação Social CSCII

Categorizado em Notícia

Assuntos:

Tema desenvolvido pela Comunicação Social do Colégio Pedro II para WordPress