Informações sobre tartaruga-marinha e vídeos de arqueologia brasileira são as sugestões do #BibliotecaIndica

Publicado em

A Biblioteca do TJ2 recomenda site que traz informações sobre a Tartaruga-de-couro, considerada a maior tartaruga-marinha do mundo. Foto: Reprodução / Projeto Tamar
A Biblioteca do TJ2 recomenda site que traz informações sobre a Tartaruga-de-couro, considerada a maior tartaruga-marinha do mundo. Foto: Reprodução / Projeto Tamar

Sabia que a maior tartaruga marinha do mundo tem área de desova no Brasil? A Tartaruga-de-couro (ou tartagura-gigante) tem peso médio de 400kg, possui até 1,78m de comprimento curvilíneo de carapaça e o tamanho de suas nadadeiras dianteiras pode ultrapassar dois metros.

Quer saber mais sobre este quelônio gigantesco que sofre perigo de extinção? Então, confira a recomendação da equipe da Biblioteca do TJ2, que sugere uma visita ao site do Projeto Tamar (além de informações sobre a Tartagura-de-couro, a página reúne dados e curiosidades sobre diferentes espécies de tartarugas-marinhas que são protegidas pelo projeto conversacionista).

Outra dica da semana são vídeos produzidos por estudantes de Arqueologia da USP que falam sobre diversos temas importantes para a arqueologia brasileira, como a megafauna extinta, esculturas de pedra da Amazônia, sítio arqueólogos que serviam como espaços funerários, dentre outros tópicos.

Confira, abaixo, as recomendações que integram a série #BibliotecaIndica:

1) Informações sobre a Tartaruga-de-couro, no site do Projeto Tamar: Considerada a maior tartaruga-marinha do planeta, esta espécie tem peso médio de 400kg, possui até 1,78m de comprimento curvilíneo de carapaça e suas nadadeiras dianteiras podem ultrapassar 2 metros. Seu casco possui coloração preta ou cinza com pequenas manchas brancas que dão aparência de revestimento de couro (daí a origem de seu nome). As Tartarugas-de-couro vivem na zona oceânica a maior parte da vida e, no Brasil, costumam desovar no literal norte do Espírito Santo.

Disponível em: https://www.tamar.org.br/tartaruga.php?cod=22

Em perigo de extinção, a Tartaruga-de-couro pode mergulhar a 1.500 de profundidade e alimenta-se de águas vivas e outros organismos semelhantes. Foto: Reprodução / Projeto Tamar
Em perigo de extinção, a Tartaruga-de-couro pode mergulhar a 1.500 de profundidade e alimenta-se de águas vivas e outros organismos semelhantes. Foto: Reprodução / Projeto Tamar

 

2) Vídeos sobre temas arqueológicos no Brasil: Alunos da graduação de Arqueologia da USP prepararam pequenos vídeos sobre assuntos importantes para a área de conhecimento, como a extinção da megafauna do Novo Mundo (que inclui o desaparecimento de preguiças gigantes e tigres dente-de-sabre), tradição dos povos indígenas Umbu, produção de ídolos de pedra da Amazônia, existência de sítio arqueológico chamado de “Stonehenge do Amapá”, dentre outros trabalhos de pesquisa interessantes.

Disponível em: https://sites.usp.br/laaae/ensino-2/minidocs-arqueologia-brasileira/

Vídeo sobre a extinção da megafauna, do estudante Dimas Kenji Sakamoto, é uma das obras disponíveis no site da USP sobre trabalhos de arqueologia brasileira. Imagem: Reprodução/ MiniDocs Arqueologia Brasileira / USP

 

Comunicação Social do Campus Tijuca II

 

Categorizado em #BibliotecaIndica, Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Tema desenvolvido pela Comunicação Social do Colégio Pedro II para WordPress