Biblioteca do DC inaugura ciclo de palestras ‘Da concepção à publicação do livro’

 


Alunos participam da primeira edição do ciclo de palestras no Campus Duque de Caxias

 

No dia 9 de junho o Campus Duque de Caxias realizou a primeira edição do ciclo de palestras “Da concepção à publicação do livro”, na biblioteca Professor Aloysio Jorge do Rio Barbosa.

 

O objetivo do ciclo de palestras é estimular os alunos do colégio e demais interessados a produzirem e publicarem suas produções literárias, além de realizar a dinamização dos livros do acervo da biblioteca.

 

Nesta primeira edição, as escritoras convidadas foram Juliana Gelmini, autora do livro “Insólito sólido”, e Glaucia Secco, autora de “Clariceando (n)a escuridão”.

 

FOTO: Autora e ex professora do CPII Juliana Gelmini

 

 

As escritoras falaram sobre o surgimento de suas obras, do processo criativo e da produção do conteúdo até o contato com as editoras e a publicação,  e responderam a perguntas da plateia, formada por alunos e ex-alunos do CPII.

 

 

A autora Juliana Gelmini comentou sobre a sua participação no evento. “Nestes tempos históricos insólitos, é uma força de resistência a abertura de encontros como este, a fim de incentivar novos artistas, a partir do debate com escritoras contemporâneas sobre o processo de criação à publicação do livro”, ressaltou.

 

 A autora disse ainda que foi uma grande honra participar do evento e também ter atuado como professora do CPII. “Espero que essa iniciativa cultural do Colégio Pedro II seja incentivo para outros espaços escolares, de forma a repensarmos o valor e o lugar da formação de escritores e leitores nos diversos níveis de ensino da educação brasileira”, comentou.

 

Multidão



Glaucia Secco também falou sobre sua participação no ciclo de palestras. "Acredito que o processo de escrita passa, também, pelo reconhecimento da importância da leitura na vida (e das leituras de vida) humana. Todos somos muitos. Hoje, ao estar diante de meus alunos, senti-me multidão. Em mim, a literatura pulsa em vozes e se alimenta do contato com nossa intimidade mais humana”, enfatizou.

 

 


FOTO: Autora e professora do CPII Glaucia Secco

 

Professora do Campus Duque de Caxias, Gláucia disse ainda que, utilizar o espaço da biblioteca da escola para promover um bate-papo sobre a produção literária com escritores e leitores é uma fonte sinestésica de significações e poesia. “Entre livros, leitores, escritores e o espaço escolar converge a melhor energia possível: a da poesia cotidiana. O evento, para mim, representou uma importante conexão entre os alunos”, afirmou.

 

A professora deu lugar à escritora e mostrou ao público presente que o processo de escrita é feito de angústia criativa. “Se a escola é formada por livros e palavras, o processo de ensino-aprendizagem precisa passar pela interação entre os escritores e os leitores. Manter a literatura viva é uma forma de nos mantermos vivos, e nada melhor que o espaço onde palavras e leitores se encontram para dar longevidade a esse processo"concluiu.

 

 

Setor de Comunicação do Campus Duque de Caxias
Assessoria de Comunicação Social

 

 

Acessos Hoje:17407  Total Acessos:12691498