Áreas de atuação - Departamento de Espanhol

 

 

 

 

 

 

I - Educação Básica: Ensino Fundamental e Ensino Médio

No Ensino Fundamental, o Colégio Pedro II oferece duas línguas estrangeiras: o inglês, que é obrigatório, e uma segunda língua, que pode ser Francês ou Espanhol. No Ensino Médio, o aluno cursa apenas uma língua estrangeira, pela qual opta quando entra no curso (as opções são as mesmas três oferecidas no Ensino Fundamental).

Ao estudar Espanhol, seja no Fundamental ou no Médio, o aluno do Colégio Pedro II tem a possibilidade de ampliar a forma de pensar e interagir com a sua própria cultura e com as diferentes culturas dos países hispânicos, expandindo, assim, a sua visão de indivíduo à experiência coletiva da qual fazem parte mais de 20 países que têm o espanhol como língua materna.

Com vistas ao desenvolvimento das potencialidades discursivas na língua espanhola, o Departamento de Espanhol se baseia nos documentos oficiais do MEC, os Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Fundamental (1998) e as Orientações Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (2006). Dentro desse contexto, guiamos o processo de ensino e aprendizagem do idioma espanhol desenvolvendo as quatro habilidades linguísticas: a compreensão leitora, a compreensão oral, a produção oral e a produção escrita, integrando-as, sempre que possível, ao uso das modernas tecnologias que se somam aos fazeres didáticos mais convencionais.

Nesse sentido, procuramos nortear a nossa abordagem teórico-metodológica com base no eixo do estudo dos gêneros discursivos; no caso do Ensino Médio, enfatizamos as tipologias da descrição, narração e argumentação, em cada uma das séries (nessa ordem). Por meio da abordagem de distintos gêneros, privilegia-se uma reflexão mais ampla acerca da relação entre a linguagem e seu contexto de produção. Almeja-se, pois, a formação de um aluno questionador, capaz de construir sentidos para textos de diferentes áreas da vida social e, dessa forma, refletir criticamente sobre o contexto no qual se insere.

I.I - Atendimento especial aos Deficientes visuais /Baixa visão do Ensino Médio

 

O trabalho com os alunos atendidos pelo NAPNE, em especial os Deficientes Visuais, consiste em dar a eles acesso equânime a todo conteúdo programático, além de favorecer a ampliação de destrezas facilitadoras para sua real inserção na sociedade. Assim, através da avaliação e todo o material de estudos na versão audível, foi possível aproximar os estudantes dessa realidade e proporcionar a eles independência no processo de aprendizagem.

Está em curso o projeto de pesquisa desse formato novo de avaliação criado pelo grupo com o apoio do NAPNE. Nele, o aluno utiliza o arquivo especialmente gravado pelo professor de espanhol num PC do laboratório de informática e pode ouvir o texto quantas vezes forem necessárias. Mais que aprender a língua estrangeira, o desenvolvimento desse objeto educacional proporciona crescimento, confiança e, sobretudo, autonomia no educando, possibilitando, por fim, o incremento de sua autoestima.

II - Cooperação Universidades/CPII: Estágio  Supervisionado

O Departamento de Língua Espanhola participa do Programa de Estágios, direcionado para estudantes do curso de Licenciatura em Letras Português-Espanhol. A cada início de semestre letivo, são oferecidas atividades de estágio na disciplina de Prática Didática para licenciandos de universidades públicas e privadas do Rio de Janeiro que estabelecem convênio com o Colégio Pedro II. O objetivo do programa é inserir o licenciando em um contexto de ensino-aprendizagem de espanhol como língua estrangeira, a fim de que esse estudante, e futuro professor, possa ampliar habilidades e estratégias didático-pedagógicas, bem como desenvolver uma análise crítica sobre a prática docente. Visando a uma maior qualificação do licenciando, o estágio não só busca responder as situações que desafiam o aluno estagiário na educação, como o ajuda a reconhecer-se ou não na profissão, por ser uma experiência vivenciada e, também, por se configurar como uma oportunidade para refletir e testar conhecimentos. O estágio tem duração de 200 horas. Após o término do mesmo, o licenciando precisa apresentar na universidade documento comprobatório da carga horária exigida e, geralmente, um trabalho sobre o período do estágio, para, então, concluir a disciplina de Prática Didática.


III – Jornada de Estudios Hispánicos

Iniciada em 2015, a jornada, realizada sempre em outubro, tem o objetivo de reunir os professores do colégio para uma troca de conhecimentos e experiências com profissionais da área e com professores em formação. Além da discussão suscitada a partir dos trabalhos apresentados pelos professores do departamento, sempre são convidados profissionais de destaque na área, que apresentam palestras e ministram oficinas.


IV – Grupo de pesquisa

O Departamento de Espanhol mantém um grupo de pesquisa cadastrado na Plataforma Lattes, intitulado “Práticas Docentes e Ensino de Espanhol”. Contando com a participação de diversos docentes da equipe, segue-se a seguinte linha de pesquisa: “Saberes da prática na constituição do currículo escolar em Espanhol-LE”. O objetivo do grupo é trazer contribuições para o ensino de Espanhol na Educação Básica.

 

 


 

 

Acessos Hoje:19061  Total Acessos:12778367