CPII estabelece premissas para o retorno das aulas presenciais

 

O Colégio Pedro II divulgou, por meio da Resolução nº 183/2021, o detalhamento das premissas fundamentais para o retorno das atividades presenciais, a partir de 22 de novembro. O detalhamento foi aprovado pelo Conselho Superior (Consup) do CPII e se soma às diretrizes que estabelecem a retomada das atividades presenciais no CPII. As premissas, assim como as diretrizes sobre o retorno presencial, são válidas até 31 de dezembro de 2021.

 

A retomada das atividades presenciais cumpre decisão judicial do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), que concedeu tutela de urgência à solicitação do Ministério Público Federal (MPF). O detalhamento buscou aliar o atendimento da sentença com a necessária certeza da segurança sanitária.

 

Confira os principais pontos da Resolução nº 183/2021:

 

Ensino híbrido

O documento reitera a manutenção do ensino remoto, composto por atividades pedagógicas síncronas e assíncronas. As aulas remotas, as avaliações e os processos seguirão o planejamento original. Desse modo, as aulas presenciais terão com objetivo a complementação pedagógica organizada a fim de fazer acompanhamento/orientação.

 

O retorno presencial não é obrigatório neste momento. Estudantes que não aderirem ao retorno presencial não sofrerão prejuízos pedagógicos e legais. Quem assim optar deve preencher formulário específico do campus indicando a escolha.

 

Nos blogs e demais canais de comunicação de cada campus, as Direções informarão sobre o planejamento das atividades presenciais.

 

Quantitativo de turmas/estudantes por turno:

Cada campus atenderá 20% das turmas de cada turno, sem passar de 50% dos estudantes de cada turma/grupamento, seguindo os protocolos sanitários institucionais. Campi que tenham até 10 turmas por turno, devem atender 20% dos estudantes, respeitando as regras de segurança sanitária.

 

Duração das atividades diárias:

As aulas presenciais ocorrerão no contraturno, de modo a não inviabilizar as atividades remotas, síncronas e assíncronas, ministradas no turno de matrícula do estudante. A exceção é para os segmentos e modalidades de ensino em que a oferta no contraturno não seja possível devido às suas especificidades. Nesses casos, as aulas presenciais serão organizadas pelas Direções junto às equipes dos campi e coordenações-gerais, utilizando o turno de matrícula do estudante, sem que isso interfira na realização das atividades remotas e nas premissas aprovadas para os demais segmentos.

 

Os atendimentos especializados disponibilizados aos estudantes com necessidades educacionais específicas continuarão a ser oferecidos dentro das possibilidades do contexto escolar.

 

A permanência dos estudantes no campus, em cada dia, será de até 180 minutos ou até 3 horas. A carga horária será distribuída em atividades presenciais organizadas conforme as possibilidades de cada campus, considerando um máximo de 40 minutos por tempo de atividade. Essa proposta visa acolher, socializar e dar apoio pedagógico aos estudantes em atividades de reforço escolar.

 

A composição do horário presencial, bem como a força de trabalho de docentes e técnicos administrativos em educação, no período de 22 de novembro a 23 de dezembro de 2021, será organizada pelas Direções-Gerais, Coordenações-Gerais dos Departamentos e Chefias de Setor.

 

Funcionamento dos refeitórios:

Cada campus informará sobre o funcionamento dos refeitórios e como será o oferecimento de alimentação escolar a partir do dia 22 de novembro.

 

Comprovante de vacinação

Para entrada na instituição será exigida a carteira de vacinação de todos os que tenham sido contemplados pelo calendário de vacinação.

 

 

 

Assessoria de Comunicação Social

 

Acessos Hoje:16342  Total Acessos:25424375