O conceito de paisagem na geografia de Delgado de Carvalho: entremeios de conhecimentos escolares e científicos

Diego Carlos Pereira, Mariana Bernardo Menon, João Pedro Pezzato

Resumo


O objetivo deste artigo é identificar e compreender as perspectivas teóricas e epistêmicas do conceito de paisagem contida na obra de Delgado de Carvalho (1884-1980), estabelecendo as suas relações entre os conhecimentos escolares e científicos. A partir de um denso estudo bibliográfico, identificamos que, para o geógrafo, a paisagem era, então, compreendida enquanto uma categoria para a composição de seu conceito central, a região. Constatamos que as suas concepções transitaram entre o possibilismo francês e a influência norte-americana, o que resultava em algumas oscilações de seu discurso ao longo do tempo. Do ponto de vista da constituição da Geografia Escolar, apontamos a influência dos ideários liberais escolanovistas na renovação e modernização do ensino frente a uma Geografia Escolar até então conservadora. Exemplificamos as “excursões geográficas” enquanto um aparato didático e curricular para o ensino de Geografia e a consequente valorização da realidade do aluno como potencializadora da leitura da paisagem.

Palavras-chave


: Delgado de Carvalho; Conceito de Paisagem; História da Geografia Escolar.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, Maria Adailza Martins de. Dois momentos na história da Geografia Escolar: a Geografia clássica e as contribuições de Delgado de Carvalho. Rev. Bras. Educ. Geog., v. 1, n. 2, p. 19-51, jul./dez., 2011.

CARVALHO, Carlos Miguel Delgado de. Uma concepção fundamental da Geografia moderna: “a região natural”. Boletim Geográfico, Rio de Janeiro, IBGE, v. 2, n. 13, p. 9-17, abr. 1944. Transcrições de: ______. Methodologia do ensino geographico. Petropolis: Vozes, 1925. 222 p. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2009.

CARVALHO, Delgado de. A excursão geográfica. Revista Brasileira de Geografia, Rio de Janeiro: IBGE, v. 3, n. 4, p. 864-873, out./dez. 1941. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2009.

CHERVEL, André. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Teoria & Educação, Porto Alegre, n. 2, p. 177-229, 1990.

FERRAZ, Cláudio Benito Oliveira. O discurso geográfico: a obra de Delgado de Carvalho no contexto da Geografia brasileira – 1913 a 1942. 164 f. Dissertação (Mestrado em Geografia)-FFLCH, USP, 1994.

FERREIRA, Norma Sandra de Almeida. As pesquisas denominadas “Estado da Arte”. Educação & Sociedade, ano XXIII, n. 79, p. 257-272, ago. 2002.

MORAES, Antônio Carlos Robert. Geografia: Pequena História Crítica. 21ª ed. São Paulo: Annablume, 2007.

PONTUSCHKA, N. N.; PAGANELLI, T. I.; CACETE, N. H. Para ensinar e aprender Geografia. 3ª ed. São Paulo: Cortez, 2009.

RISSO, Luciene C. Paisagens e cultura: uma reflexão teórica a partir do estudo de uma comunidade indígena amazônica. Espaço e Cultura (UERJ), v. 23, p. 67-76, 2008.

ROCHA, Genylton Odilon Rêgo da. Por uma Geografia moderna na sala de aula: Rui Barbosa e Delgado de Carvalho e a renovação do ensino de Geografia no Brasil. Mercator, Revista de Geografia da UFC, ano 08, n. 15, 2009.

ROMANELLI, Otaíza de Oliveira. História da Educação no Brasil. 5ª ed. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 1984.

SAUER, C. O. A morfologia da Paisagem. In: CORRÊA, R. L; ROSENDAHL, Z. (Org.). Paisagem, tempo e cultura. Rio de Janeiro: EdUERJ, 1998. p.12-74.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-4467

 

Licença Creative Commons

Indexada em: