A educação geográfica em Portugal e os desafios educativos

Sérgio Claudino

Resumo


A institucionalização da disciplina de Geografia no sistema de ensino liberal do século XIX deve-se ao seu contributo para a identificação cidadã através do território, no estado-nação emergente, que não ao reconhecimento público da sua relevância científica. Depois de um primeiro ciclo ainda marcado pela influência iluminista, sucede-se um outro, nacionalista, numa disciplina de Geografia comprometida com as aspirações políticas e sociais dominantes e que, pela sua relevância para a divulgação das colónias, se autonomiza do ensino de História. A partir do final de XIX, a Geografia vai sendo valorizada curricularmente conforme a relevância ideológica que vai assumindo para o poder político. No final de novecentos, sucedem-se reformas curriculares ditadas pelas autoridades educativas e com orientações pedagógico-didáticas por vezes contraditórias. A capacidade de a educação geográfica enfrentar os desafios político-educativos, como recentemente sucedeu na formação inicial de professores, e de responder aos desafios sociais emergentes, numa atuação concertada entre os seus atores, são relevantes para a afirmação da disciplina no sistema educativo.


Palavras-chave


Nacionalismo; Livros Escolares; Reformas Curriculares; Projetos; Cidadania

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, Iracema. Os Projetos Curriculares de Turma do 3º Ciclo e o Contributo da Disciplina de Geografia. 221 f. Tese (Mestrado em Geografia, Educação e Desenvolvimento)-Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Lisboa, 2007.

BALBI, Adrien. Essai Statistique sur le Royaume de Portugal et d'Algarve, Comparé aux autres États de l'Europe... Paris: Rey et Gravier,1822a. 80p.

BALBI, Adrien. Variétés Politico-Statistiques sur La Monarchie Portugaise... Paris: Rey et Gravier, 1822b. 232p.

BOTELHO, Manuel F. Medeiros. Noções Elementares de Geografia Matemática, Físico-Matemática, Política e Atmosfero-Meteorológica. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1861. 550p.

CACHINHO, Herculano. Geografia Escolar: orientação teórica e práxis didáctica. Inforgeo, Lisboa, n. 15, p. 66-90, 2000.

CÂMARA, Ana Cristina et al. Geografia. Orientações Curriculares, 3º Ciclo. Lisboa: Ministério da Educação, 2001. 31p.

CLAUDINO, Sérgio. O Ensino de Geografia em Portugal: uma perspetiva. Inforgeo, Lisboa, n. 15, p. 169-190, 2000.

CLAUDINO, Sérgio. Portugal através dos manuais escolares de Geografia. Século XIX. As imagens intencionais. 799 f. Tese (Doutoramento em Geografia Humana)-Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Lisboa, 2001.

CLAUDINO, Sérgio. O ensino da Geografia em Portugal: tradições e desafios. GEOFORO: Foro Iberoamericano sobre Educación, Geografía e Sociedad, 2009a. Disponível em: http://geoforoiberoamericano.blogspot.com/2009/06/o-ensino-da-geografia-em-portugal.html Acedido em: 9 jun. 2015.

CLAUDINO, Sérgio. Manuais Escolares de Geografia: o esvaziamento dos propósitos pedagógico-didácticos dos programas? In: DUARTE, José B. (Org.) Manuais escolares e dinâmica da aprendizagem. Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas, 2009b. 142p. p.69-104

CLAUDINO, Sérgio. Teaching Geography in Portugal: Going back to the future. Review Problems of Education in the 21st Century, v. 27, n. 27, p. 30-38, 2011.

CLAUDINO, Sérgio. Escola, Educação Geográfica e Cidadania Territorial. Scripta Nova, Revista Electrónica de Geografía y Ciencias Sociales, Universidad de Barcelona, v. 18, n. 496 (09), diciembre 2014. Disponível em: http://www.ub.edu/geocrit//sn/sn-496/496-09.pdf Acedido em: 9 jun. 2015.

GIRALDES, Joaquim Pedro C. Casado. Compêndio de Geografia-Histórica Antiga e Moderna, e Cronologia, para uso da Mocidade Portuguesa. Paris: Aillaud, Livreiro, 1826. 203p.

LACOSTE, Yves. A Geografia. In: CHÂTELET, François. A Filosofia das Ciências Sociais (de 1860 aos nossos dias). Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1983. 299p. p.197-243

WADE, Ros. Global Citizenship. Choices and change. In: LAMBERT, David; MACHON, Paul. Citizenship through Secondary Geography. London and New York: Routledge/Falmer, 2001. 216p. p.161-181

LOUREIRO, Júlio Leal de; PATRÍCIO, Amílcar A. Compêndio de Geografia. Ensino Liceal. Porto: Porto Editora, 1974. 311p.

MARTINS, Felisbela. O Currículo Nacional de Geografia no Ensino Básico. Da concepção e do prescrito à configuração do vivido. 304 f. Tese (Doutoramento em Ciências da Educação)-Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto, Porto, 2011.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Currículo Nacional do Ensino Básico. Competências Essenciais. Lisboa: Ministério da Educação, 2001. 240p.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Metas de Aprendizagem. Educação Básica – 1º, 2º e 3º ciclos. Geografia. Lisboa: Ministério da Educação, 2010. 95p. http://pt.scribd.com/doc/37850454/Metas-de-Aprend-GEOGRAFIA-1 Acedido em: 9 jun. 2015.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA. Metas Curriculares. 3º Ciclo do Ensino Básico. 7º e 8º anos. Geografia. Lisboa: Ministério da Educação e Ciência, 2013. 19p.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DAS UNIVERSIDADES. Programa Curso Geral Unificado. Geografia 7º, 8º e 9º anos. Algueirão: Oficinas Gráficas da Editorial do Ministério da Educação, 1981. 33p.

PEREIRA, João Félix. Compêndio de Corografia Portuguesa para uso das Aulas de Instrução Primária e Secundária. Lisboa: Oficina Tipográfica, 1850. 79p.

RODRIGUES, Jaime Frederico; BAPTISTA, José António; BAPTISTA, Julieta. A Europa. O Nosso Continente. Geografia - 7º ano. Lisboa: Universitária Editora, 1989. 344p.

SILVA, Maria de Lurdes C. O contributo da Educação Geográfica para a Educação Ambiental através da implementação do Programa Eco-Escolas. 263 f. Tese (Mestrado em Geografia, Educação e Desenvolvimento)-Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Lisboa, 2007.

SOUSA, Fernando de. História da Estatística em Portugal. Lisboa: Instituto Nacional de Estatística, 1995. 335p.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-4467

 

Licença Creative Commons

Indexada em: