O trabalho com as múltiplas linguagens no ensino de geografia: letrando geograficamente

Andreia Cristina Teixeira Tocantins, Rosângela Veiga Júlio Ferreira, Camila Silva Pinho

Resumo


O presente texto discute o ensino de Geografia nos anos iniciais do Ensino Fundamental a partir do uso de múltiplas linguagens. O objetivo é refletir sobre o que significa educar para a compreensão do conhecimento geográfico, tendo por mote de discussão práticas pedagógicas realizadas no Colégio de Aplicação João XXIII da Universidade Federal de Juiz de Fora. As atividades escolhidas para subsidiar as discussões apresentadas foram produzidas por crianças do 2º ano do Ensino Fundamental com base na experiência que tiveram com dois livros de literatura. O que percebemos nas narrativas e nos desenhos das crianças é que foram estabelecidas relações entre conhecimentos geográficos e experiências cotidianas vividas fora dos espaços escolares. Tal constatação corrobora com a ideia defendida na pesquisa que sustenta as análises deste texto, ou seja, as múltiplas linguagens, dentre elas a literária e a gráfica, educam para a compreensão do mundo pelo olhar da Geografia.


Palavras-chave


Ensino de Geografia; Múltiplas Linguagens; Letramento Geográfico

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, Valéria Trevizani B. de et al. Proposta Curricular: Geografia. Juiz de Fora: PMJF/SE, 2010. (Documento Preliminar)

ALMEIDA, Rosângela Doin de. Do desenho ao mapa: iniciação cartográfica na escola. São Paulo: Contexto, 2001.

BRASIL. PCN’s – Parâmetros Curriculares Nacionais: História e Geografia. Brasília: MEC SEF, 2000.

CHAVES, Iduina Mont’Alverne Braun. Histórias de vida e formação: cultura, imagens e simbolismos. Cadernos de Educação, Pelotas, v. 48, p. 87-107, maio/ago. 2014. Disponível em: Acesso em: 5 mar. 2015.

FERREIRA, Rosângela Veiga Júlio; FARIA; Jeniffer de Souza. A literatura como potência problematizadora do lugar: imagens projetadas pelas crianças. Geograficidades, 2012.

FREIRE, Norma. A casa da Joaninha. Rio de Janeiro: B&V, 1982.

MELLO, Dilma Maria de; RODRIGUES, Ariane dos Santos; MACHADO, Nilma Nogueira. Professora ou maestra, sempre aprendiz/O Entrecruzar de minha vida pessoal e a vida na escola em minha formação/Pesquisa Narrativa: fenômeno estudado e método de pesquisa. In: ROMERO, Tânia Regina de Souza (Org.). Autobiografias na (Re)Construção de Identidades de Professores de Línguas: o olhar crítico-reflexivo. São Paulo: Pontes, 2010. p. 155-170.

MICARELLO, Hilda Aparecida Linhares da Silva. Tempos e Espaços de Leituras. Projeto de Extensão da Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2014.

MIRANDA, Sônia Regina. Sob o signo da memória: cultura escolar, saberes docentes e história ensinada. São Paulo: EdUNESP / Juiz de Fora: EdUFJF, 2007.

OLIVEIRA Jr, Wenceslao Machado de. A educação pelas imagens e suas geografias. Pro-Posições. Campinas, v. 20, n. 3, p. 17-28, set./dez. 2009.

OLIVEIRA, Daniela Motta de. O papel dos Colégios de Aplicação na formação de professores. Instrumento: R. Est. Pesq. Educ. Juiz de Fora, v. 13, n. 1, p. 95-102, jan./jun. 2011.

________. Políticas de formação continuada de professores. In: ________ (Org.). Formação continuada de professores: contribuições para o debate. Juiz de Fora: UFJF, 2012. p. 17-28.

________; FERREIRA, Rosângela Veiga Júlio. Colégios de Aplicação e a Formação de Professores: um diálogo com os estágios como esferas formadoras. In: CALDERANO, Maria da Assunção. Estágio curricular: concepções, reflexões teórico-práticas e proposições. Juiz de Fora: EdUFJF, 2012. p. 125-144.

SANTOS, Joel Rufino dos. A Pirilampéia e os dois meninos de Tatipurum. São Paulo: Ática, 1999.

STRAFORINI, Rafael. Ensinar Geografia nas séries iniciais: o desafio da totalidade mundo. 2001. 155 f. Dissertação (Mestrado em Geociências)-Instituto de Geociências, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2001.

TOCANTINS, Andreia Cristina Teixeira; NASCIMENTO, Júlia Martins do. Globo Terrestre, Planisfério e Livros Literários: instrumentos que podem contribuir para a construção do conhecimento geográfico nos anos iniciais. In: XV SEMANA DE GEOGRAFIA. 15., 2013, Juiz de Fora. Anais..., Juiz de Fora: UFJF, 2013. s/p.

VYGOSTKY, Lev Semonovich. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

ZAMBONI, Ernesta; FONSECA, Selva Guimarães. Contribuições da literatura infantil para a aprendizagem de noções do tempo histórico: leituras e indagações. Caderno Cedes, Campinas, v. 30, n. 82, p.339-353, dez. 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-4467

 

Licença Creative Commons

Indexada em: