Um estudo sobre o ENEM e o currículo de geografia no Ensino Médio

Ana Angelita Rocha

Resumo


O presente estudo é resultado de pesquisa de doutoramento cuja questão central problematiza os sentidos de Geografia demandados pelo ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio). Neste artigo, o nosso objetivo é defender o argumento de que, como instrumento de difusão curricular para o Ensino Médio, o ENEM é uma política de escala para garantir a universalização de uma organização curricular, por eleger certos conteúdos para todo o território nacional. Tal ideia se fundamenta nas reflexões de estudiosos sobre o ENEM e a política de currículo (Lima, 2005; Lopes, 2008 e LOPES & LÓPEZ, 2010), somadas à discussão de política de escala (MOORE, 2008). Para atender ao objetivo proposto, este artigo apresenta análises dos documentos que normatizam o ENEM e de questões das recentes edições do Exame. Desta forma, a pertinência deste artigo está em permanecer com o debate sobre a política de currículo em especial sobre a seleção e distribuição de conteúdos nos documentos que orientam o ENEM, o que vem a ser uma possível análise de como ele impacta a eleição dos saberes geográficos a serem ensinados na etapa de conclusão da Educação Básica.




Palavras-chave


Ensino de Geografia; ENEM; Currículo.

Texto completo:

PDF

Referências


DIAS, R. E. & LOPES A. C. Competências na formação de professores no Brasil, o que (não) há de novo. Educação e Sociedade, v. 24, n. 85, p.1155-1177, 2003.

FERREIRA, M. S. Investigando os rumos da disciplina escolar ciência no Colégio Pedro II (1960-1970). Educação em Revista, FAE/UFMG, n. 45, p. 127-144, 2007.

GABRIEL, C. T. Conhecimento escolar, cultura e poder: desafios para o campo do currículo em “tempos pós”. In: CANDAU, V. M. & MOREIRA, A. F. Multiculturalismo, diferenças culturais e práticas pedagógicas. Petrópolis: Vozes, 2008.

________. Currículo e epistemologia: sobre fronteiras do conhecimento escolar. In: IX Colóquio sobre questões curriculares - V Colóquio Luso Brasileiro. 9., 2010, Porto. Anais... Porto: Universidade do Porto, 2010. CD-ROM

HAESBAERT, R. Território e multiterritorialidade: um debate. GEOgraphia, Niterói, v. 9, n. 17, p. 19-46, jan./jun. 2007.

INEP. Matrizes de Referência para o ENEM 2009. Disponível em: . Acesso em: 10 jul. 2012.

INEP. ENEM: edição 2009 (caderno azul, primeira aplicação). Disponível em: . Acesso em: 30 abr. 2010.

INEP. Portal do ENEM. Perguntas frequentes. Disponível em: . Acesso em: 30 abr. 2010.

INEP. Portal do ENEM. Perguntas frequentes. Disponível em: . Acesso em: 10 jul. 2012.

INEP. ENEM: edição 2011 (caderno rosa, primeira aplicação). Disponível em: . Acesso: 30 abr. 2012.

LIMA, K. R. R. A reforma do Estado e da Educação no governo Fernando Henrique Cardoso: o ENEM com mecanismo de consolidação da reforma. 249 f. Tese (Doutorado em Educação)-Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de São Carlos, São Paulo, 2005.

LOPES, A. C. Políticas de Integração curricular. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2008.

LOPES, A. C. & LÓPEZ, S. A performatividade nas políticas de currículo: o caso do ENEM. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 26, n. 01, p. 89-110, abr. 2010.

MACEDO, E. Currículo como espaço-tempo de fronteira cultural. Revista Brasileira de Educação, v. 11, n. 32, p. 285-296, 2006.

MASSEY, D. Pelo espaço: uma nova política da espacialidade. Rio de Janeiro: Bertrand, 2008.

MEC. Parâmetros Curriculares Nacionais (Ensino Médio). Brasília: MEC, 2000.

MEC. Orientações Curriculares para o Ensino Médio. Brasília: MEC, 2006.

MEC. Portaria nº 438 de 28 de maio de 1998. Institui o Exame Nacional do Ensino Médio Disponível em: . Acesso em: 12 out. 2009.

MEC. Portaria nº 807 de 18 de junho de 2010. Institui o Exame Nacional do Ensino Médio. Disponível em: . Acesso em: 30 abr. 2012.

MOORE, A. Rethinking scale as a geographical category: from analysis to practice. Progress in Human Geography, v. 32, n.2, p. 203-225, 2008.

POPKEWITZ, T. S. Struggling for the soul: the politics of schooling and the construction of the teacher. Nova Iorque: Teachers College Press, 1998.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-4467

 

Licença Creative Commons

Indexada em: