Os estudos sobre deficiência na educação: caminhos para a efetivação de uma educação geográfica inclusiva

Gabriela Alexandre Custódio Rocco

Resumo


Ante os desafios e as mudanças que a educação formal no Brasil vem sofrendo, as propostas que envolvem a educação inclusiva ganham cada vez mais destaque. Em um contexto em que muito já se tentou, mas que pouco se conquistou, torna-se urgente o redirecionamento das ações, que precisam voltar a atenção ao processo de escolarização dos alunos com deficiência na rede regular de ensino. Dessa forma, por saber das carências e das necessidades de uma sistema de ensino que possui uma demanda em constante transformação é que se propõe o desenvolvimento de um estudo teórico, que visa discutir de que forma os pressupostos da área dos estudos sobre deficiência na educação podem colaborar para a implementação de uma educação geográfica realmente inclusiva. Para tanto, além de apresentar os pressupostos da educação inclusiva, este estudo traz esclarecimentos sobre o modelo social da deficiência e como tal teoria redefine o foco das inciativas que devem ser voltadas aos alunos com deficiência. Com esse enfoque, as limitações impostas pela deficiência ficam em segundo plano e, passa-se a observar as barreiras que dificultam ou impedem o convívio das pessoas com deficiência em sociedade. Dessa forma, acredita-se que este estudo tem muito a oferecer, tanto para os estudiosos da área da educação inclusiva, no sentido de ampliar as discussões e orientar novas práticas, como para os profissionais da educação básica, que terão referências concretas para colocar em prática em suas atividades em sala de aula.


Palavras-chave


Educação Inclusiva; Educação Geográfica; Estudos sobre Deficiência na Educação; Desenho universal; Currículo.

Texto completo:

PDF

Referências


BAGLIERI, S.; VALLE, J. W.; CONNOR, D. J.; GALLAGHER, D. J. Disability studies in education: the need for a plurality of perspectives on disability. Remedial and Special Education, v. 32, n. 4, p. 267-278, July, 2011.

BEYER, H. O. Inclusão e avaliação na escola: de alunos com necessidades educacionais especiais. Porto Alegre: Mediação, 2006.

CAVALCANTI, L. de S. Ensino de Geografia e Diversidade: construção de conceitos geográficos escolares e atribuição de significados pelos diversos sujeitos de ensino, In: CASTELLAR, S. (Org.) Educação Geográfica: teorias e práticas docentes. 2ª ed. São Paulo: Contexto. 2010. p. 66-78.

DINIZ, D. Modelo social da deficiência: a crítica feminista. Série Anis, Brasília, v. 28, p. 1-10, 2003.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 43ª ed. Rio de Janeiro: Paz & Terra, 2005.

MAZZOTA, M. J. da S. Inclusão e Integração ou chaves da vida humana. In: CONGRESSO IBERO-AMERICANO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL, 3., nov. 1998, Foz do Iguaçu, PR. Anais... Foz do Iguaçu, 1998.

MASINI, E. A. F. S. Intervenção Educacional Junto à Pessoa Deficiente Visual. In: MASINI, E. A. F. S.; BECKER, E.; PINTO, E. B.; AMARAL, L. A.; KOVACS, M. J.; AMIRALIAN, M. L. T. M. (Org.). Deficiências: alternativas de intervenção. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1997.

MENDES, G. M. L. Os estabelecidos e os outsiders: cegueira e inclusão no espaço escolar. InterMeio: revista do Programa de Pós-Graduação em Educação. Campo Grande, MS, v. 14, n. 28, p.151-160, jul./dez. 2008.

NOGUEIRA, R. E. A Comunicação Cartográfica nos Mapas Táteis. Revista Cartográfica, n. 85/86, p. 99-115, jan. 2009/dez. 2010.

OLIVEIRA, A. dos S. & CARVALHO, L. de. Deficiência visual: mais sensível que um olhar. Colloquium Humanarum, Presidente Prudente, v. 3, n. 2, p. 27-38, dez. 2005.

PEREIRA, N. M. Experiências que duram: notas sobre a diferença. In: KAERCHER, N.; TONINI, I. M. (Org.). Curso de Aperfeiçoamento Produção de Material Didático para Diversidade. 2ª ed. Porto Alegre: Evangraf /UFRGS, 2013. Módulo I, p. 1-12.

PIETRO, R. G. Atendimento escolar de Alunos com Necessidades Educacionais Especiais: um olhar sobre as políticas públicas de educação no Brasil. In: MANTOAN, M. T. E.; PIETRO, R. G.; ARANTES, V. A. (Org.). Inclusão escolar: pontos e contrapontos. São Paulo: Summus, 2006.

REGO, T. C. Vygostski: uma perspectiva histórico-cultural da educação. 20ª ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

SKLIAR, C. A. A inclusão que é “nossa” e a diferença que é do “outro”. In: RODRIGUES, D. (Org.). Inclusão e educação: dose olhares sobre a educação inclusiva. São Paulo: Summus, 2006. p. 16-34.

THIESEN, J. da S. Geografia escolar: dos conceitos essenciais às formas de abordagem no ensino. Geografia Ensino e Pesquisa. v. 15, n. 1, p. 83-94, jan./abr. 2011.

VALLE, J. W. & CONNOR, D. J. Ressignificando a deficiência: da abordagem social às práticas inclusivas nas escolas. Porto Alegre: AMGH, 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-4467

 

Licença Creative Commons

Indexada em: