UM RELATO SOBRE UMA AULA DE CINEMÁTICA PARA ALUNOS DE ENSINO MÉDIO USANDO A METODOLOGIA DE APRENDIZAGEM ATIVA POE

Ricardo Fagundes, Daniel Sasaki

Resumo


O ensino centrado na figura do professor tem se mostrado ineficaz no que tange não somente a aprendizagem de determinados conteúdos, mas também em abarcar as mais diversas habilidades educacionais do século XXI. Nesse sentido, uma turma de um colégio da rede federal de ensino, no Rio de Janeiro, teve uma sequência de aulas ativas de cinemática durante o primeiro trimestre de 2018. Esse trabalho é o relato de uma aula envolvendo movimento uniforme. A metodologia usada foi POE (previsão – observação – explicação), de essência construtivista, fundamentada em conflitos cognitivos. Primeiramente, na etapa previsão, o aluno expõe seu pensamento inicial em relação a um determinado assunto. Na segunda etapa, o aluno irá observar uma simulação computacional ou um experimento, por exemplo. Assim, o aluno percebe que o observado não era o previsto e, em cima disso, na terceira e última etapa, pode explicar o fenômeno abordado. Nessa aula, foi utilizado o software livre Tracker na etapa da observação. O objetivo desse relato é auxiliar professores que estão buscando redirecionar o foco de suas aulas para os alunos, fazendo o uso de metodologias ativas.

Palavras-chave


aprendizagem ativa, metodologia POE, ensino de física, software livre Tracker

Texto completo:

PDF

Referências


REFERÊNCIAS

CHINN, Clark A.; BREWER, William F. An empirical test of a taxonomy of responses to anomalous data in science. Journal of Research in Science Teaching, v. 35, n. 6, p. 623-654, Nov. 1998.

CROUCH, C; MAZUR, E. Peer Instruction: Ten years of experience and results. Am.J.Phy. v.69, n.9, p. 970-977, Março 2001. Figura 1. Disponível em:. Acesso em: 04/08/2018. Tradução feita pelos autores.

FREEMAN, S. et al. Active learning increases student performance in science, engineering, and mathematics. Proceedings of the National Academy of Sciences, v. 111, n. 23, p. 8410-8415, Junho 2014.

MIZUKAMI, Maria da Graça Nicoletti. Ensino: as abordagens do processo. São Paulo: EPU, 1986.

SHARMA, M. D. et al. Use of interactive lecture demonstrations: A ten year study. Phys. Rev. ST Phys. Educ. Res. v.6, n.2, pp. 09, Out. 2010.

WHITE, Richard; GUNSTONE, Richard. Probing Understanding. NY: Routledge. 1992. 190p. Disponível em < https://physlets.org/tracker/ >. Acesso em: 04/08/2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.33025/ceb.v4i1.2410

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2525-2879 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.