ENSINO MÉDIO INTEGRADO E A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA CRÍTICA COMO POSSIBILIDADES PARA UMA FORMAÇÃO DEMOCRÁTICA E EMANCIPATÓRIA

Eduardo dos Anjos Mota, Marcos Pavani de Carvalho

Resumo


No presente artigo apresentamos um recorte de um estudo de mestrado, no qual discutimos o referencial teórico da pesquisa. O objetivo do trabalho é elaborar e avaliar uma proposta metodológica que auxilie os docentes a trabalharem a questão da matemática financeira numa perspectiva multidisciplinar e de forma crítica. A pesquisa é realizada no CampusRio Pomba do Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais. Como sujeitos da pesquisa foram escolhidos quatro docentes do curso técnico integrado em Zootecnia. O trabalho de campo sistemático foi realizado com os sujeitos da pesquisa por meio de entrevista semiestruturada, cujo objetivo foi: fazer um levantamento do perfil profissional dos docentes, analisar como e se a temática do consumo é abordada durante as aulas, se os docentes incentivam o pensar crítico dos estudantes no que se refere a essa temática, se os docentes conseguem perceber a diferença entre matemática financeira e educação financeira e se eles pensam ser possível trabalhar esse tema de forma multidisciplinar. Utilizamos a análise de conteúdo, segundo Bardin (2011), como método para organizarmos os dados. Acreditamos que a educação financeira se ensinada de forma crítica e multidisciplinar contribua com a formação crítica e emancipatória dos sujeitos e seja um importante fator de democracia.


Palavras-chave


Educação crítica, Ensino multidisciplinar, Democracia.

Texto completo:

PDF

Referências


BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Tradução Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2011.

BAUMAN, ZYGMUNT, Vida a crédito/ tradução Carlos Alberto Medeiros. – Rio de Janeiro: Zahar, 2010.

Frigotto, Gaudêncio et al, Ensino Médio Integrado – Concepção e Contradições: Cortez, 2010.

KISTEMANN JR., M. A. Sobre a produção de significados e a tomada de decisão de indivíduos-consumidores. 2011. 540f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Programa de Pós-graduação em Educação Matemática, Instituto de Geociências De Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2011.

LIMA, R. A. S.; CINTRA, A. G. Revisão do Estudo do Complexo do Agronegócio do Cavalo. Câmara de Equideocultura do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Brasília, 2015. 54 p.

RAMOS, M N. Concepção do ensino médio integrado. In: SEMINÁRIO SOBRE ENSINO MÉDIO, 2008. Secretaria de Educação do Pará. 08-09 maio 2008. Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2019.

SKOVSMOSE, Ole. Educação matemática crítica: a questão da democracia. Campinas: Papirus, 2017.

SKOVSMOSE, Ole. UM CONVITE À Educação matemática crítica. Campinas: Papirus, 2014.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília. Ministério da Educação e Cultura, 2016. Acesso em: 06 nov. 2018;

Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC),

Pesquisa CNC Endividamento e Inadinplência do consumidor: disponível em:http://cnc.org.br/sites/default/files/arquivos/analise_peic_setembro_2018_0.pdf. Acesso em: 04 out. 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.33025/ceb.v7i2.2542

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2525-2879 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.