JOGOS ON-LINE: RESSIGNIFICAÇÃO DO ENSINO DE INGLÊS PARA ALUNOS DO 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL II DE EUNÁPOLIS-BA

Roselma Vieira Cajazeira, Magno Santos Batista

Resumo


Este trabalho tem por objetivo analisar as ressignificações do ensino de língua inglesa nas respostas de um questionário estruturado concedidas por alunos do nono ano do Ensino Fundamental II de uma escola pública na cidade de Eunápolis-Ba. Na ocasião, a pesquisa contou com a participação de nove estudantes (13 a 16 anos) que se disponibilizaram para expor, através de um questionário, as suas experiências com o uso dos jogos on-line nas aulas de língua inglesa. Do ponto de vista teórico, a pesquisa se enquadra nas concepções de Paiva (2012), Anjos (2011), Leffa et al. (2012), Barcelos (1995; 2006; 2007), Becker (2008), Celani (2006), entre outros, os quais discutem sobre ensino de inglês, práticas pedagógicas e crenças. Em relação ao percurso metodológico, percorremos o caminho etnográfico e utilizamos duas ferramentas que contemplam essa perspectiva: a observação e o questionário estruturado. Além disso, esse caminho metodológico nos possibilitou responder à pergunta: Inglês, quais os problemas para ensinar essa língua? Obtivemos como resposta a motivação, a amplitude de vocabulário, a interação e, sobretudo, o desejo de aprender à língua. Isso só foi possível a partir da mudança da ferramenta de ensino, que, no caso desta investigação, foram os jogos on-line. Além do mais, algumas questões foram evidenciadas, tais quais: até quando o ensino de inglês será resignado para os discentes? Até que ponto as políticas públicas educacionais estarão omissas a esses jovens que desejam aprender à língua estrangeira para galgar outros espaços? Essas perguntas representam reflexões desencadeadas ao fim da pesquisa e como tais precisam ser respondidas.

Palavras-chave


Jogos on-line; Ensino de inglês; Ressignificação; Estudantes do Ensino Fundamental II; Metodologia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.33025/ceb.v5i3.3109

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2525-2879 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.