O PERFIL SOCIOECONÔMICO DOS ESTUDANTES DO ENSINO MÉDIO INTEGRADO DO COLÉGIO PEDRO II/CAMPUS XXX : SUBSÍDIOS PARA O TRABALHO DE ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL E PEDAGÓGICA

Fabio Cardoso Ponso, Robson Costa de Castro

Resumo


O Colégio Pedro II (CPII), tradicional instituição federal de ensino situada no Estado do Rio de Janeiro, possui como objetivo político-pedagógico institucional a educação integral de seus discentes, a partir de uma perspectiva inclusiva, que reconhece a singularidade dos sujeitos. Nesse contexto, a orientação educacional e pedagógica deve ser não somente uma instância de mediação, mas também de identificação de situações-problema e do perfil e das necessidades específicas dos estudantes. Com base nessas premissas, engendrou-se a proposta de realização de uma investigação sobre o perfil socioeconômico dos alunos do Ensino Médio Integrado (EMI) do Campus XXX do Colégio Pedro II, no ano letivo de 2020. A partir do levantamento, tabulação e análise de informações discentes constantes em banco de dados institucional, observou-se que as turmas do EMI do CPII/XXX, apresentam um percentual de alunos pretos e pardos significativamente maior do que o das turmas do Ensino Médio Regular (EMR), além de um predomínio de estudantes de famílias de baixa renda de regiões periféricas do RJ, que vivenciam, portanto, condições materiais e simbólicas que lhes impõem obstáculos de diferentes ordens em seu processo de formação escolar. Em razão disso, coloca-se para a orientação educacional e pedagógica da instituição um desafio de se empreenderem ações urgentes e prioritárias para o acolhimento/inclusão desses estudantes, bem como para seu acesso mais amplo e democrático ao conhecimento.


Palavras-chave


Educação Profissional e Tecnológica; Ensino Médio Integrado; Orientação Educacional e Pedagógica; Perfil socioeconômico discente

Texto completo:

PDF

Referências


BOURDIEU, Pierre; PASSERON, Jean-Claude. 5. ed. A reprodução: elementos para uma teoria do sistema de ensino. Petrópolis: Vozes, 2011.

BRASIL. Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 06 out. 2020.

______. Lei nº 12.677, de 25 de junho de 2012. Dispõe sobre a criação de cargos efetivos, cargos de direção e funções gratificadas no âmbito do Ministério da Educação, destinados às instituições federais de ensino; altera as Leis nºs 8.168, de 16 de janeiro de 1991, 11.892, de 29 de dezembro de 2008, e 11.526, de 4 de outubro de 2007; revoga as Leis nºs 5.490, de 3 de setembro de 1968, e 5.758, de 3 de dezembro de 1971, e os Decretos-Leis nºs 245, de 28 de fevereiro de 1967, 419, de 10 de janeiro de 1969, e 530, de 15 de abril de 1969; e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 06 out. 2020.

CIAVATTA, Maria. Ensino integrado, a politecnia e a educação omnilateral: por que lutamos? Revista Trabalho & Educação, v. 23, n. 1, p. 187-205, 2014.

COLÉGIO PEDRO II. CPII em números. Efetivo discente. Rio de Janeiro, 2019. Disponível em . Acesso em: 02 out. 2020.

______. CPII lança os editais de seleção interna para 2020. Rio de Janeiro, 2019a. Disponível em: . Acesso em: 04 nov. 2020.

______. Projeto Político Pedagógico Institucional. 2017/2020. Rio de Janeiro, 2018. 592 p. Disponível em . Acesso em: 03 out. 2020.

DAMINELLI, Elisa. A pesquisa e a produção de conhecimento nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia do RS: um estudo sobre a iniciação científica com estudantes do Ensino Médio Técnico. 2018. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2018.

DRABACH, Neila Pedrotti. A escola unitária em Gramsci e a educação profissional no Brasil. Revista Trabalho Necessário, v. 16, n. 31, p. 263-283, 2018.

FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria; RAMOS, Marise. A gênese do decreto n. 5.154/2004: um debate no contexto controverso da democracia restrita. In: FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria; RAMOS, Marise (orgs.). Ensino médio integrado: concepção e contradições. São Paulo: Cortez, p. 21-56, 2005.

INSTITUTO PEREIRA PASSOS. Índice de Desenvolvimento Humano (IDS) por Áreas de Planejamento (AP), Regiões de Planejamento (RP), Regiões Administrativas (RA), Bairros e Favelas do Município do Rio de Janeiro (2010). Rio de Janeiro, 2020. Disponível em: . Acesso em: 03 out. 2020.

JOST, Itagiane. Ingresso de jovens no Ensino Médio: práticas de acolhimento nos cursos técnicos integrados no IFFAR Campus São Vicente do Sul. 2019. Dissertação (Mestrado em Educação Profissional e Tecnológica) – Instituto Federal Farroupilha, Jaguari (RS), 2019.

KUENZER, Acácia Zeneida (org.). Ensino Médio: construindo uma proposta para os que vivem do trabalho. São Paulo: Cortez, 2000.

MARAN, Zélia Magali Brandielli. Um método de orientação profissional aplicado no Ensino Integrado na EPT. 2019. Dissertação (Mestrado em Educação Profissional e Tecnológica) – Instituto Federal do Paraná, Curitiba, 2019.

MATIAS, Neyfsom Carlos Fernandes. Relações entre atividades extracurriculares, educação em tempo integral, desempenho escolar, clima familiar e satisfação de vida. 2015. Tese (Doutorado em Psicologia) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2015.

MOURA, Dante Henrique. Ensino Médio Integrado: subsunção aos interesses do capital ou travessia para a formação humana integral? Educação Pesquisa, São Paulo, v. 39, n. 3, p. 705-720, 2013.

PASCOAL, Miriam; HONORATO, Eliane Costa; ALBUQUERQUE, Fabiana Aparecida de. O orientador educacional no Brasil. Educação em Revista, Belo Horizonte, n. 47, p. 101-120, jun. 2008.

PRADO, Ricardo. Na linha de frente da educação. Revista Educatrix, São Paulo, v. 8, n. 16, p. 54-59, 2019.

RAMOS, Marise Nogueira. História e política da educação profissional. Curitiba: Instituto Federal do Paraná, 2014.

RIBEIRO, Marcelo Afonso. Demandas em Orientação Profissional: um estudo exploratório em escolas públicas. Revista Brasileira de Orientação Profissional, v. 4, n. 1-2, p. 141-151, 2003.

RODRIGUES, Vera Maria F. et al. Memória Histórica do Colégio Pedro II: 180 anos de História na Educação do Brasil. Assis (SP): Triunfal Gráfica e Editora, 2018.

SAVIANI, Dermeval. Trabalho e educação: fundamentos ontológicos e históricos. Revista Brasileira de Educação, v. 12, n. 34, p 152-180, jan./abr. 2007.

SCHUTZ, Anelise. Oficinas de aprendizagem como estratégia de intervenção no Ensino Técnico e Superior. 2018. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.33025/ceb.v6i3.3180

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2525-2879 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.