SABERES E PRODUTOS PARA O ENSINO NA EDUCAÇÃO BÁSICA: CONHECENDO PESQUISADORES E PESQUISAS DO CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL DO PPGEB/UERJ

Esequiel Rodrigues Oliveira, Inês Barbosa de Oliveira

Resumo


Este artigo discute a formação docente em nível de pós-graduação. Focalizando a formação stricto sensu na modalidade profissional, analisa a produção de conhecimento no curso de mestrado profissional (MP), do Programa de Pós-graduação em Ensino de Educação Básica (PPGEB), da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Trata-se de uma pesquisa com egressos e suas produções cujo objetivo geral é: compreender as motivações que os levaram ao MP/PPGEB/UERJ, a partir do estudo das vivências anteriores, identificando possíveis aspectos que influenciaram a escolha e a trajetória acadêmica e profissional. O estudo é sustentado teórica e metodologicamente nas noções de conhecimento emergente (SANTOS, 2008); Cotidiano como lugar de criação (CERTEAU, 1998; ALVES, FERRAÇO e SOARES, 2017) e autoformação (PINEAU, 1983). O corpus da pesquisa reúne documentos relacionados ao MP e ao PPGEB. Os resultados tornam visíveis conhecimentos e produtos educacionais que constituem significativa contribuição à prática docente e à aprendizagem escolar.


Palavras-chave


Mestrado profissional; Educação básica. Formação de professores

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Nilda; FERRAÇO, Carlos Eduardo; SOARES, Maria da Conceição Silva. Michel de Certeau e as pesquisas nos/dos/com os cotidianos em educação no Brasil. Pedagogía y Saberes, No. 46, Universidad Pedagógica Nacional, Facultad de Educación. 2017, pp. 7-17

BACHELARD, Gaston. A formação do espírito científico: contribuição para uma psicanálise do conhecimento. Rio de Janeiro: Contraponto, 1996.

CAPES. Documento de Área - Ensino, Brasília, 2013.

__________. Ofício CAPES - 115-08/2013/CTC/CAAIII/CGAA/DAV/CAPES de 22 de julho de 2013. Resultado da Análise da Proposta nº 9132. Ensino em Educação Básica. Brasília, 2013. Fonte: acervo PPGEB.

_________. Relatório Seminário de Acompanhamento 2015. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES. Diretoria de Avaliação – DAV. Área de Avaliação: Ensino, 2016. Disponível em: https://www.gov.br/capes/pt-br/centrais-de-conteudo/46_ENSI_RelSem_2015.pdf.

_________. Documento de Área – Ensino. Brasília, 2017.

________. Portaria nº 61. Define critérios de concessão de bolsas e pagamento de custeio a docentes regularmente matriculados e em efetiva regência nas redes públicas de ensino nacionais vinculados aos Programas de Mestrado Profissional em Rede custeados pela Capes. (PROEB). Brasília, 2017b.

_______. Documento de Área – Ensino. Brasília, 2019a.

_______. Grupo de trabalho Produção Técnica. Brasília, 2019b

CERTEAU, Michel. A invenção do cotidiano: artes do fazer. Ed. Vozes, Petrópolis, 1998.

MEC. Portaria Normativa no17. Dispõe sobre o mestrado profissional no âmbito da Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES. Brasília, 2009.

_________. Portaria NO 389. Dispõe sobre o mestrado e doutorado profissional no âmbito da pós-graduação stricto sensu. Brasília, 2017.

OLIVEIRA, Inês Barbosa de. Boaventura & a educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

__________; ALVES, N. (Orgs.). Pesquisa no/do cotidiano: sobre redes de saberes. Rio de Janeiro: DP&A, 2001

PINEAU, G. As histórias de vida em formação: gênese de uma corrente de pesquisa-ação-formação existencial. Tradução de Maria Teresa Van Acker. e Helena Coharik Chamlian. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.32, n.2, p. 329-343, maio/ago. 2006.

REIS, Graça Regina Franco da Silva. Por uma outra Epistemologia de Formação: conversas sobre um Projeto de Formação de Professoras no Município de Queimados / Graça Regina Franco da Silva Reis. – 2014. 196 f. Orientadora: Inês Barbosa de Oliveira. Tese (Doutorado) – Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Faculdade de Educação.

RIZZATTI, I. M.; MENDONÇA, A. P.; MATTOS, F.; RÔÇAS, G. SILVA, M. A. B. V. da; CAVALCANTI, R. J. S.; OLIVEIRA, R. R. Os produtos e processos educacionais dos programas de pós-graduação profissionais: proposições de um grupo de colaboradores. ACTIO, Curitiba, v. 5, n. 2, p. 1-17, mai./ago. 2020.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Pela mão de Alice: o social e o político na pós-modernidade. São Paulo: Cortez, 1995.

__________. A crítica da razão indolente. Contra o desperdício da experiência. São Paulo: Cortez, 2000

__________. Um discurso sobre as ciências. Editora Cortez, São Paulo, 2008

UERJ. Deliberação nº 28 /2013. Autoriza a Criação do Programa de Pós-graduação de Ensino em Educação Básica, Curso de Mestrado Profissional. Rio de Janeiro, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.33025/ceb.v7i1.3585

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2525-2879 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.