Arte, Ciência e Inclusão: a música e a musicoterapia em um fórum multidisciplinar de discussão e compartilhamento de experiências

Líliam Cafiero Ameal

Resumo


A Arte em seu processo biológico de impulso criador, intrínseco ao homem, desempenha juntamente com a Ciência importantes relações entre o indivíduo, a vida e o mundo. Pesquisas baseadas em experiências com recursos musicais e com musicoterapia têm demonstrado um grande potencial destas atividades para a melhora da capacidade de comunicação, interação, integração, desenvolvimento da cognição social e redução de estereotipias em crianças e jovens autistas, e também em pessoas com dificuldades/distúrbios específicos (sensoriais, motores e/ou cognitivos). Assim, com o objetivo de criar condições para o avanço da musicoterapia e a utilização de atividades musicais para inclusão de alunos/pacientes em escolas e espaços não formais, desenvolvemos uma homepage com um blog que, voltado para interlocuções entre arte, ciência e inclusão, têm a participação de pesquisadores e especialistas, de diversas áreas, de modo a proporcionar um fórum multidisciplinar de discussão e compartilhamento de experiências.  A hipótese é que a partir da interação entre profissionais de diferentes áreas surjam sinergias capazes de justificar quer um aumento do interesse dos profissionais sobre áreas correlatas, quer uma atuação conjunta mais frequente entre eles na atuação com as diversidades encontradas no contexto escolar e nos espaços não formais.


Palavras-chave


Arte; Inclusão; Educação Musical; Musicoterapia.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Lei de Inclusão Nº 13.146, de 6 de julho de 2015 - Estatuto da Pessoa com Deficiência, 2015. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13146.htm. Acesso em 12/08/2016.

BRASIL. Decreto nº 6.949 – Promulga a Convenção Internacional sobre os direitos das Pessoas com Deficiência, 2009. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/ _ato2007-2010/2009/decreto/d6949.htm. Acesso em 15/08/2016.

FISCHER, Ernst. A necessidade da Arte. São Paulo. Círculo do Livro. s.d.

GUERRER, B.L.; MENEZES, J.L. Percepção musical em crianças autistas: melhora de funções interpessoais. Blog Neurociências em Debate. Disponível em: http://cienciasecognicao.org/neuroemdebate/. Acesso em 15/08/2016.

LEVITIN, Daniel. J. A música no seu cérebro: a ciência de uma obsessão humana. Tradução de Clóvis Marques. 4ª ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2014.

LOURO, Viviane S; ALONSO, Luís G; ANDRADE, Alex F. Uma visão geral sobre as deficiências. In: LOURO, Viviane S; ALONSO, Luís G; ANDRADE, Alex F. Educação Musical e Deficiência: Propostas Pedagógicas. São José dos Campos: Editora do Autor, 2006.

LOURO. V. Fundamentos da aprendizagem musical da pessoa com deficiência. São Paulo: Editora Som, 2012.

LOURO.V. Ações Pedagógicas para inclusão de aluno com Transtorno do Espectro Autista numa Escola de Música de São Paulo: Relato de caso. 2014. Disponível em http://dx.doi.org/10.5965/198431781022014138. Acesso em 12/08/2016.

MOLNAR-SZAKACS, I.; WANG, M.J.; LAUGESON, E.A.; OVER, K.; WU, W.L.; PIGGOT, J. Autism, Emotion Recognition and the Mirror Neuron System: The Case of Music. MJM, 12 (2), 87-98, 2009.

MORAES, G. M. Educação musical inclusiva: aspectos históricos e exemplos práticos. In. LOURO, V. (Org.) Música e Inclusão: múltiplos olhares. São Paulo: Editora Som. 2016.

SANTOS, E; LOURO, V. Inteligência, Música e Inclusão. In: LOURO, V. (Org.) Música e Inclusão: múltiplos olhares. São Paulo: Editora Som. 2016.

SHOLL-FRANCO, A.; ASSIS, T.; MARRA, C. Neuroeducação: caminhos e desafios. In ARANHA, G.; SHOLL-FRANCO, A. (Orgs.): Caminhos da Neuroeducação. 2ª edição. Rio de Janeiro (RJ): Ciências e Cognição, 2012. (pp.9-22).

SILVA, Maria Odete E. Da Educação à Inclusão: Concepções e Práticas. Rev. Lusófona de Educação, Lisboa, n.13, p. 135- 153. jun, 2009.

SUZANO, C. Diálogos entre educação musical e musicoterapia. In. LOURO, V. (Org.) Música e Inclusão: múltiplos olhares. São Paulo: Editora Som. 2016.

UNESCO. Declaração Mundial de Educação para Todos, 1990. Disponível em: http://unesdoc.unesco.org/images/0008/000862/086291por.pdf. Acesso em 12/08/2016.

WAN, C.Y.; SCHLAUG, G. Neural pathways for language in autism: the potential for music based treatments. Future Neurology, 5 (6), 797–805, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


      ISSN 2594-407X

 

                                       URL: https://cp2.g12.br/ojs/index.php/interludio

                                           email: interludiorevista@hotmail.com

 

                                     Publicação do Departamento de Educação Musical (DEM)

                                                         em parceria com 

                       Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Cultura (PROPGPEC)

                                                   Pró-Reitoria de Ensino (PROEN)

                                                         

 Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.