A música inclui? A música não exclui! Reflexões acerca de uma educação musical inclusiva

Marcia Victorio

Resumo


Resumo: O texto tem como objetivo situar a educação musical no ensino básico dentro de uma perspectiva inclusiva de educação para todos. Reflete sobre a educação em relação aos quadrantes do conhecimento citados por Wilber (2002; 2008): físico, mental, emocional e espiritual, para, em seguida, tecer considerações acerca de uma educação global em que o ser humano seja visto de forma integrada e seu equilíbrio conquistado por meio do desenvolvimento dos quadrantes citados ou, estabelecendo correlato, do desenvolvimento das funções da consciência identificadas por Jung (1971; 1986): sensação, pensamento, sentimento e intuição. Pondera que o educador musical, ao entender seu aluno sob a perspectiva de desenvolvimento global, estará muito mais apto a proporcionar ações pedagógicas que conduzam ao aprendizado de que necessita para utilizar singularmente a música. Conclui, sob essa perspectiva, que a educação musical não necessitará tratar de especialmente incluir porque todos e cada um estarão naturalmente incluídos.


Palavras-chave


Educação globalizada; Inclusão; Música.

Texto completo:

PDF

Referências


BOAINAIN JR, Elias. Tornar-se transpessoal. São Paulo: Summus editorial, 1998.

CAPOVILLA, Fernando Cesar; DO VALLE, Luiza Elena L. Ribeiro. Temas multidisciplinares de neuropsicologia e aprendizagem. Sociedade Brasileira de Neuropsicologia. São Paulo; Tecmedd, 2004.

CAPRA F. O Tao da Física. São Paulo: Cultrix. 1982, 287 p.

DAMASIO, A. O Mistério da Consciência: do corpo e das emoções ao conhecimento de si. Tradução de Laura Teixeira Motta. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

DARWIN C. The expression of the emotions in man and animals. London: John Murray, 1872. Disponível em: http:// darwin-online.org.uk/ Acesso em julho de 2016.

EKMAN, Paul. A linguagem das emoções. São Paulo: Leya, 2010.

FUKS, Rosa. O discurso do silêncio. Rio de Janeiro: Enelibros, 1991.

GOSWAMI, Amit. O ativista quântico: princípios da física quântica para mudar o mundo e a nós mesmos. Tradução Marcello Borges. São Paulo: Aleph, 2010.

JUNG, C.G. Tipos Psicológicos. Tradução Álvaro Cabral. Rio de Janeiro, Vozes, 1971.

________. Símbolos da transformação. Petrópolis: Vozes, 1986.

MERLEAU-PONTY, M. Fenomenologia da percepção. São Paulo: Martins Fontes, 1994.

MERRIAM, Alan P. Anthropology of Music. Evanston: Northwestern University Press, 1964.

RELVAS, Marta Pires. Neurociência e transtornos de aprendizagem: as múltiplas eficiências para uma educação inclusiva. Rio de Janeiro: WAK, 2007.

______. Neurociência e educação: entrevista com a professora Marta Relvas, Disponível em http://e-pesquisadora.blogspot.com.br/2012/04/neurociencia-e-educação-entrevista-com.html. Acesso em julho de 2016.

SPRINGER, S. e DEUTSCH, G. Cérebro Esquerdo, Cérebro Direito. São Paulo: Summus, 1998.

TORRALBA, Francesc. Inteligência espiritual. Petrópolis, Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2012.

UNESCO. Manifesto 2000. Paris: UNESCO, 2000.

VICTORIO, Marcia. Impressões Sonoras – música em arteterapia. Rio de Janeiro: WAK, 2008.

WILBER, Ken. Psicologia Integral - Consciência, Espírito, Psicologia, Terapia. São Paulo: Cultrix, 2002.

______. A Visão Integral: Uma Introdução à Revolucionária Abordagem Integral da Vida, de Deus, do Universo e de Tudo Mais. São Paulo: Cultrix, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


      ISSN 2594-407X

 

                                       URL: https://cp2.g12.br/ojs/index.php/interludio

                                           email: interludiorevista@hotmail.com

 

                                     Publicação do Departamento de Educação Musical (DEM)

                                                         em parceria com 

                       Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Cultura (PROPGPEC)

                                                   Pró-Reitoria de Ensino (PROEN)

                                                         

 Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.