Educação Musical para pessoas com deficiência visual: diálogos com a literatura e algumas estratégias

Denis Martino Cota

Resumo


Este estudo é resultado de uma revisão bibliográfica que envolve o ensino de música para pessoas com deficiência visual. Foram observados três aspectos principais: sentidos remanescentes, leitura e escrita e tecnologias assistidas que foram relacionados ao ensino/aprendizagem de música.  Além dos tópicos mencionados ainda foi adicionada uma seção de contribuições e estratégias para ensinar música para pessoas com deficiência visual. A conclusão aponta para a necessidade de acompanhar de perto os alunos com deficiência visual, sobretudo se eles estiverem inseridos em turmas regulares.


Palavras-chave


Educação musical, deficiência visual, acessibilidade, inclusão

Texto completo:

PDF

Referências


BONILHA, Fabiana Fator Golvêa. Do toque ao som: o ensino da musicografia braille como um caminho para a educação musical inclusiva. Defesa 2010. 261 páginas. Tese de doutorado em Música, Instituição de Ensino: UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS, CAMPINAS, 2010.

COTA, Denis Martino. Aplicativos Musicais: uma reflexão sobre a inovação na educação musical. Defesa em 2016. 126 páginas. Dissertação de mestrado em Educação Musical. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016.

COTA, Denis Martino. Um estudo sobre a compatibilidade do aplicativo musical GarageBand com VoiceOver. Revista Benjamin Constant. Rio de Janeiro, Ano 21, n. 58, v. 2, p.118-133, jul/dez, 2015.

LIMA FILHO, Marcos Antônio de e WAECHTER, Hans da Nóbrega. Tecnologias assistivas presentes no tablet e seu potencial para uma educação inclusiva para pessoas com deficiência visual, Revista Brasileira de Tradução Visual, Recife, n. 15, 2013. Disponível em Acesso em 15 out. 2018.

NUEMBERG, Adriano Henrique. Contribuições de Vigotsky para a educação de pessoas com deficiência visual. Psicologia em Estudo. Maringá n.2, V. 13, p. 307-316, abr/jun 2008.

SOUSA, Joana D`arc de Souza e. Leitura de formas com o tato: possibilidade de aprendizagem significativa para alunos cegos. In: VIII ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PESQUISADORES EM EDUCAÇÃO ESPECIAL. Londrina, 2013, p. 3532-3544.

VIGOTSKY, Lev Semionovitch. A defectologia e o estudo do desenvolvimento e da educação da criança anormal. Educação e Pesquisa, São Paulo, n. 4, vol.37, p. 861-870, Dec. 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


      ISSN 2594-407X

 

                                       URL: https://cp2.g12.br/ojs/index.php/interludio

                                           email: interludiorevista@hotmail.com

 

                                     Publicação do Departamento de Educação Musical (DEM)

                                                         em parceria com 

                       Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Cultura (PROPGPEC)

                                                   Pró-Reitoria de Ensino (PROEN)

                                                         

 Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.