A CAMÉLIA BRANCA: O PROCESSO DE ABOLIÇÃO DA ESCRAVIDÃO EM SALA DE AULA

Lívia C. Pires

Resumo


Presa a lapelas e colarinhos, a camélia branca simbolizava o apoio público de homens e mulheres ao fim da escravização de pessoas negras no Segundo Reinado. A cor da famosa flor deu o tom das memórias construídas a respeito da abolição da escravidão no Brasil, apagando o protagonismo negro neste importante evento histórico. O presente artigo expõe a experiência vivenciada por alunos e alunas do sétimo ano do ensino fundamental, de escola particular da Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro, em projeto pedagógico desenvolvido nas aulas de história. Buscando trazer ao conhecimento dos discentes a atuação de personagens negras nesse momento da história do Brasil, o referido projeto propôs-se não apenas a romper com a memória tradicional, mas também a construir um ambiente educacional democrático e valorizador da diversidade.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2595-8682