Espetáculo teatral, em Realengo II, traz a Revolução Francesa para o palco

O grupo reunido ao final da apresentação com os professores Valesca Almeida e Luiz Paulo

 

Que a França foi palco de inúmeros acontecimentos históricos cruciais da humanidade isso ninguém duvida. E foi tomando por base um desses acontecimentos, a Revolução Francesa, que dois professores do Campus Realengo II – Luiz Paulo Monteiro, de Francês, e Valesca de Souza Almeida, de História -  trabalharam a interdisciplinariedade com os alunos do 2º ano do Ensino Médio do Campus.

 

Com a apresentação de uma peça teatral baseada no romance do escritor francês Stendhal, “Le rouge et le noir” (O vermelho e o negro), os alunos da turma 1201 trouxeram o universo da revolução para o Teatro Bernardo de Vasconcelos, falando frases em francês e até mesmo em latim. A adaptação ficou sob a responsabilidade da turma, que teve autonomia para criar e mergulhar no projeto ensaiando exaustivamente, até em semana de provas.

 

FOTO: A aluna Ana Clara em cena como Madame de Rênal

 

O livro, publicado em 1830, conta a história de um ambicioso filho de camponês, o anti-herói, Julien Sorel, em sua ascensão ao poder na França Napoleônica e foi roteirizado pelos alunos Gabriel Gouveia, Larissa Merhed e Caroline Guimarães. Já a direção geral ficou por conta da aluna Ester Fonseca. E ainda teve direção de cenário, assinada por Giovanna Pestana; e direção de marketing, produção e núcleo, com o aluno Gabriel Schuindt.

 

Os alunos Gabryel Clinário e Ana Clara Monte, interpretaram respectivamente os personagens principais: Julien Sorel e Madame de Rênal (com quem Sorel tem um romance). Ana Clara disse que vai carregar a experiência para sempre já que foi um aprendizado tremendo.

 

O narrador da peça, o aluno Aires Alexandre, ressaltou a semelhança do contexto político e social da Revolução Francesa com as tensões políticas que vivemos hoje em dia. E foi justamente essa similaridade que fez com que o romance fosse escolhido.

 

Gabryel Clinário (primeiro à esquerda) interpretando o personagem principal, Julien Sorel

 

Turma dedicada

A turma 1201 foi responsável por todo o processo de criação, desde o roteiro até a composição do figurino. E tudo foi realizado em apenas três semanas, mas o tempo curto não foi empecilho e o público, que lotou o teatro, aplaudiu de pé a apresentação. Vários pais, professores de outros campi e alunos do colégio, de diversos anos, estiveram presentes. A aluna Mariana Rocha, da turma 1103, disse que achou a peça muito legal e que ficou impressionada com a organização e sincronicidade na troca de cenas.

 

E a escolha da turma não foi à toa. De acordo com a professora Valesca, a turma é muito produtiva, concentrada e leva a sério tudo o que faz. Por isso, segundo Luiz Paulo, não foi surpresa o espetáculo ter sido um sucesso.

 

Valesca espera que a apresentação desta terça sirva de incentivo para mais realizações no teatro do Campus. A professora ainda revelou que há a expectativa de uma reapresentação muito em breve.

 

 

 

Setor de Comunicação do Campus Realengo II

Comunicação Social

 

Acessos Hoje:11726  Total Acessos:26221123