Espaço Cultural recebe exposição ‘Inquietudes, objetos e textos visuais’


Exposição segue até o dia 31 de março

 

Até o dia 31 de março, o Espaço Cultural recebe a exposição “Inquietudes, objetos e textos visuais”, da artista Mozileidi Neri. A mostra abriga três projetos distintos da artista, resultando uma exposição inédita.

 

Quem visitar o Espaço Cultural poderá conferir “Inquietude suspensa”, projeto composto por 20 monotipias sobre tecido - a técnica de impressão onde o tecido é fixado em uma superfície que recebe a tinta resulta em peças únicas, irreproduzíveis.

 

 
Pinturas do projeto 'O peso das vogais longas' e obra 'Livro-rádio', de 'Palavras fechadas'

 

Um dos trabalhos mais recentes de Mozileidi, “O peso das vogais longas” também compõe a exposição. Nele, textos literários de Clarice Lispector, Álvares de Azevedo, José de Alencar e Zygmunt Bauman são a base para as pinturas abstratas sobre madeirite (chapa de madeira compensada). “Clarice Lispector é minha autora favorita e Álvares de Azevedo é um poeta que amo. ‘Amor Líquido’, do Bauman é um livro que me chacoalhou no sentido de querer ler além das palavras. As pinturas são uma sugestão de leitura e o espectador vai ter dois trabalhos interessantes: o primeiro é de tentar capturar essa imagem no texto e o segundo, um desafio, é descobrir sozinho o peso de vogais longas”, comenta a artista.

 

O terceiro projeto é “Palavras fechadas”. Aqui o livro é desconstruído e torna-se o suporte para um novo objeto, que pode ter uma nova utilidade ou apenas servir para intrigar o espectador como a inusitada obra "livro-rádio".

 

Natural da cidade de Guarabira, na Paraíba, Mozileidi Neri (foto) é graduada em Produção Cultural se mudou para o Rio de Janeiro com os pais ainda criança. Ainda criança se descobriu abstracionista e se dedicou a encontrar formas de aplicar essa arte em diferente suportes e materiais. Sua primeira exposição foi em 1999 - Pinturas abstratas e poesia-, na UERJ. Entre 2010 e 2012 expôs coletivamente e a partir de 2012, começou a participar de editais de arte e a circular por todo o Brasil.

                                          

Abertura

A abertura da exposição aconteceu na última quinta-feira, 16/3, e foi acompanhada pela turma 502, do Campus São Cristóvão I, e por alunos do "CPII aberto à terceira idade". O evento contou com performance de Maria Penha, inspirada em um texto de Clarisse Lispector. “Estar expondo no Rio é uma alegria imensa e estar em um espaço que tem esses expectadores de múltiplas idades, com vários tipos de leituras dessas obras, é uma troca enriquecedora”, afirmou Mozileidi.

 


Abertura contou com performance inspirada em Clarisse Lispector

 

O Espaço Cultural fica no Campo de São Cristóvão, 177 – São Cristóvão e funciona das 8h às 17h. Visitas e mediações podem ser agendadas através do telefone 3891-1010 e 3891-1047.

 

 

Veja mais fotos da abertura da exposição:

 

 

 

Comunicação Social

 

Acessos Hoje:555  Total Acessos:1742782