Confira entrevista com coordenador da pós em Ciências Sociais e Educação Básica

 

 


Marcelo da Silva Araújo é formado em Ciências Sociais pela UFF e História pela UERJ, é mestre em Artes Visuais pela Escola de Belas Artes da UFRJ e doutor em Antropologia pela UFF. A fim de oferecer à comunidade acadêmica mais informações a respeito da nova especialização, especialmente para os interessados no ingresso, o professor concedeu uma breve entrevista a respeito.


Oferecido pelo Departamento de Sociologia, o  curso pretende atualizar e capacitar os ingressantes, aprimorando sua visão crítica do currículo escolar e adaptando seus conhecimentos da graduação ao ambiente da sala de aula.


Serão oferecidas 40 vagas para a especialização, que terá duração de 424 horas, com atividades de maio de 2017 a dezembro de 2018. As inscrições seguem até 21 de março, pelo site do Colégio Pedro II.


1) Qual o perfil do docente de ciências sociais atualmente? Que tipo de profissional o novo curso de pós graduação pretende atingir?

O perfil é de um profissional que possui, em regra, mais de um emprego e que em geral é oriundo de camadas sociais populares. Trata-se de um profissional com vontade e necessidade formativa de continuar seus estudos. Assim, a pós-graduação em Ciências Sociais e Educação Básica objetiva possibilitar aos graduados e professores de Sociologia – com um curso noturno organizado e oferecido por profissionais que também atuam na Escola Básica – uma formação teórico-prática e humanística, que seja capaz de analisar criticamente as diferentes teorias que fundamentam a investigação sobre discursos, políticas, práticas e gestão do trabalho docente em projetos educativos, bem como desenvolver uma atitude investigativa imprescindível ao processo contínuo de construção do conhecimento, com posturas éticas, solidárias e não discriminatórias para com os demais membros da coletividade.


2) É comum que estudantes de Ciências Sociais e áreas correlatas terminem a licenciatura e ingressem em cursos de mestrado, a fim de se especializarem em determinadas áreas. Qual diferencial da especialização do CPII em relação a esses cursos?

O diferencial do curso é a aplicação mais imediata e efetiva dos temas e reflexões que nele têm lugar na regência das turmas de Educação Básica, especialmente o Ensino Médio. Do ponto de vista de sua composição, as linhas de pesquisa do curso – Ensino de Sociologia e Ciências Sociais na Escola Básica e Teorias, conceitos e temas de Ciências Sociais aplicáveis à Educação – propõem uma imersão nas temáticas cotidianas da sala de aula, realidade profundamente conhecida pelos professores desta pós-graduação.


3) A produção acadêmica tem grande importância para os profissionais dessa área. O curso pretende incentivar essa produção?

Sim, tanto externa quanto internamente. No primeiro caso, incentivando o estudante a apresentar suas produções nos fóruns da área, como, por exemplo, o Encontro Estadual de Ensino de Sociologia (ENSOC) e o Encontro Nacional sobre o Ensino de Sociologia na Educação Básica (ENESEB). Já no caso dos canais dentro do próprio Colégio Pedro II, as revistas Perspectiva Sociológica, do departamento de Sociologia, e Cadernos de Educação Básica, da Diretoria de Pós-Graduação, serão as publicações com os quais o curso firmará parcerias.


4) Qual o maior desafio enfrentado pelo docente de Ciências Sociais ao trabalhar com a Educação Básica?

Certamente é a transposição didática dos temas e conteúdos absorvidos pelos professores e licenciados nos seus períodos de formação universitária. Deste modo, encontrar instrumentos para esta transposição, assim como metodologias adequadas para dar suporte a ela, é o desafio de todo docente ou aspirante a docente.


O curso buscará colaborar com o pós-graduando nesta formatação, de modo a manter a qualidade do conhecimento a ser construído com os discentes do Ensino Fundamental e Médio. Esse conhecimento não somente se tornaria útil para o educando, como também se converteria num combustível para eles, educandos, fazendo-os desejarem aprofundar-se em pesquisas autônomas.


Neste particular, destaco, mais uma vez, que do encontro e da troca de experiências entre os professores do Colégio Pedro II, docentes do curso, e os professores e licenciados que ingressarão nesta especialização, novas sensibilidades e novos caminhos pedagógicos e acadêmicos frutificarão. E esta é a meta do curso de pós-graduação em Ciências Sociais e Educação Básica.


O curso de Pós-Graduação em Ciências Sociais e Educação Básica será ministrado no Campus Centro, no turno da noite. Serão oferecidas 40 vagas. O processo seletivo consistirá em prova escrita de caráter eliminatório e classificatório, entrevista e análise de curriculum. As inscrições ocorrem online, de 8 a 21 de março. Mais informações no Edital.


Curso de Especialização em Ciências Sociais

 

 

Comunicação Social

 

 

Acessos Hoje:1225  Total Acessos:1784334