I Festival Estudantil de Teatro do CPII trouxe atrações diversas para o público

Peça O jumento que foi à Lua


Aconteceu nesta segunda-feira, dia 15 de agosto, o encerramento do I Festival Estudantil de Teatro do Colégio Pedro II. Foram cinco dias de atividades, divididas entre o Teatro Libâneo Guedes (Campus Tijuca II) e o Espaço Cultural (prédio da Reitoria, em São Cristóvão).

 

Foram, ao todo, 18 atrações, dentre peças, oficinas de teatro e palestras, sempre envolvendo as comunidades interna e externa. Passaram por nossos espaços importantes nomes da cena teatral brasileira, como Amir Haddad, Julian Boal, Renata Sorrah e Zeca Ligiéro, além de grupos de instituições de renome como Escola Técnica Estadual de Teatro Martins Pena, UFRJ e UNIRIO.

 

A abertura do Festival (09/08) foi feita pela comédia "Conselho de Classe", de Jô Bilac, com direção de Jefferson Santi. À tarde, o público pôde assistir ao filme da peça "Um avô que era sonho", de Pedro Barroso, e ainda conversar com o artista sobre o processo de filmar uma peça cujo cenário era seu próprio quarto.

 

Na quarta (10/08), o Teatro Libâneo Guedes recebeu a peça "A jornada de um herói", montada pela Escola Fábrica dos Atores/ Sala de Espetáculos Amir Haddad e com direção de Alexandre O Gomes. À tarde, foi a vez da exibição do filme "Solidão em 4 Atos", produzido por estudantes da Escola Técnica Estadual de Teatro Martins Pena. À noite, estudantes do Proeja puderam assistir ao espetáculo "Boca de Cena em Processo", produzida pelo Núcleo de Estudos de Performances Afro Ameríndias (NEPA) e dirigida por Zeca Ligiéro (UNIRIO).

 

Na quinta (11/08), no Espaço Cultural, aconteceram oficinas de teatro para alunos dos Ensinos Fundamental e Médio de ambos os turnos, ministradas pelo ator Rômulo Sá (UNIRIO, ex-CPII). À tarde, a atriz Bárbara Vento apresentou sua perfornance "Tupinambárbara", que fala da relação entre a floresta e a maternidade.

 

Na sexta (12/08), de volta ao Campus Tijuca II, tivemos uma roda de conversa com o ator e dramaturgo Julian Boal (Escola de Teatro Popular, Teatro do Oprimido e Instituto Augusto Boal), seguida de apresentação de cena desenvolvida pelo núcleo da Escola de Teatro Popular no Campus Tijuca II, sob orientação de Pedro Barroso e Laylla Gomes. À tarde, houve apresentação do espetáculo em cordel "O jumento que foi à Lua", com texto, direção e atuação de João Pedro Fagerlande. Em seguida, tivemos apresentação do Coral do Campus São Cristóvão III, sob regência do Prof. Maurício Durão (CPII). À noite, as alunas do Projeto Teatro das Histórias apresentaram uma cena inspirada na era de ouro do rádio, sob direção da Prof.ª Dilma Mesquita (CPII).

 

O encerramento do festival aconteceu na segunda-feira (15/08), com roda de conversa com o dramaturgo Amir Haddad, seguida de apresentação da peça Re-Acordar, com o grupo TUCA - Teatro Universitário Carioca, dirigida pelo próprio Amir. O grupo TUCA mantém a sua formação original desde 1967, quando foi perseguido e obrigado a se dissolver devido à perseguição sofrida pelo Regime Militar.

 

 

 

Assessoria de Comunicação Social

Acessos Hoje:4527  Total Acessos:30723025