Biblioteca Indica 7ª edição celebra o Dia do Geógrafo

Publicado em

Dia do Geografo

Queridos leitores,

Essa semana a Equipe da Biblioteca Hélio Fontes celebra o Dia do Geógrafo, comemorado em 29 de maio. Aproveitando a comemoração, prestamos também homenagem ao geógrafo, pensador brasileiro conhecido internacionalmente Milton Santos, que nasceu no mês de maio. A escolha da data referência à criação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, criado oficialmente no dia 29 de maio de 1936.

A profissão de geógrafo foi instituída pela Lei 6.664/1979, alterada pela Lei 7.399/1985. O profissional pode atuar na docência ou desenvolver projetos. Atua em temáticas relacionadas à superfície da Terra, clima, vegetação, meio ambiente, estudos populacionais, regionais, recursos hídricos, relevo e muitos mais.

O geógrafo pode desempenhar outras atividades, como: desenvolver pesquisas, analisar, planejar, formular relatórios sobre degradação, impacto e recuperação ambiental, projetos preventivos, análise das regiões, da população e suas condições sociais, econômicas, culturais, política e políticas públicas.

O geógrafo e pensador Milton Santos nasceu no interior da Bahia no dia 03 de maio de 1926. Os pais eram professores primários. Em 1948 formou-se em Direito pela Universidade Federal da Bahia, mas não exerceu a profissão. Cursou doutorado em Geografia na Universidade francesa de Estrasburgo.

Atuou como jornalista e redator do jornal “A tarde”. Trabalhou como docente de geografia humana na Universidade Católica de Salvador, professor catedrático de geografia humana da Universidade Federal da Bahia, onde foi responsável pela criação do Laboratório de Geociências.

Na década de 60, lecionou em vários países, como: França, Estados Unidos, Inglaterra, Canadá, Tanzânia, Peru, Venezuela.  Suas pesquisas abordavam temáticas como o espaço urbano, caráter social do espaço, a globalização. Crítico ao sistema capitalista e a globalização, promoveu uma vasta análise do território brasileiro. Alguns de seus livros: A natureza do espaço, pensando o espaço do homem, A urbanização brasileira, Economia espacial: críticas e alternativas, por uma outra globalização.

Em seu livro “Por uma Geografia nova: da crítica da Geografia a uma Geografia crítica” o autor criticou a visão predominante da época e defendia o caráter social do espaço.  Em 1994, recebeu o Prêmio Vautrin Lud, uma espécie de Prêmio Nobel de Geografia, único brasileiro a receber o prêmio. Em 1997 recebeu o título de “Professor Emérito” pela Universidade de São Paulo. Recebeu ainda o título de “Doutor Honoris Causa” em 12 universidades brasileiras e 7 estrangeiras. Faleceu no dia 24 de junho de 2001. O intelectual deixou um registro atualíssimo em suas obras, disseminadas pelo mundo.

Nossa equipe selecionou um breve vídeo para você saber mais sobre Milton Santos.

Click aqui para assisti-lo.

Espero que gostem!

Até a próxima!

 

https://brasilescola.uol.com.br/geografia/o-trabalho-geografo-na-sociedade.htm

https://www.infoescola.com/profissoes/geografo/

https://www.calendarr.com/brasil/dia-do-geografo/

https://brasilescola.uol.com.br/geografia/milton-santos.htm

https://www.todamateria.com.br/milton-santos/

http://miltonsantos.com.br/site/biografia/

Link do vídeo: http://www.abc.org.br/nacional/divulgacao-cientifica/ciencia-gera-desenvolvimento/milton-santos/

Categorizado em #BibliotecaIndica, Biblioteca

Assuntos:

Tema desenvolvido pela Comunicação Social do Colégio Pedro II para WordPress