Ator Haroldo Costa conversa com alunos de SCIII

 

 

Na manhã do dia 15 de maio, o Campus São Cristóvão III recebeu a visita ilustre de Haroldo Costa, ator e escritor, que no ano passado comemorou os 60 anos da estreia de “Orfeu da Conceição” – peça de Vinícius de Moraes em que foi protagonista. O espetáculo revolucionário até para os dias de hoje colocou no palco do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, em 1956, um elenco composto apenas por atrizes negras e atores negros para encenar a adaptação do mito grego de Orfeu para os morros cariocas.

 

 

“O evento era para ter acontecido em 2016, quando também se comemorava o centenário do samba, mas, em função da interrupção do calendário letivo, tivemos de adiá-lo”, explicou Márcio Hilário, professor de Português e representante do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros do Colégio Pedro II (Neab/CPII). Inicialmente foi exibido o curta “Haroldo Costa – o nosso Orfeu”, de Silvio Tendler, que conta a trajetória do artista e dimensiona toda a sua importância. Em seguida, ele conversou com os alunos sobre o papel do negro na dramaturgia brasileira nos dias de hoje e respondeu a perguntas. Ao fim, foi ovacionado e, sempre muito gentil, recebeu atenciosamente os cumprimentos.

 

Para Márcio Hilário, “é preciso que mais momentos como esse ocorram no Colégio Pedro II. Nossos jovens afrodescendentes precisam se espelhar em grandes exemplos como Haroldo Costa para reconhecer seu próprio valor. Aplicar a lei 10.639/03 na escola não pode estar limitado a apenas ler um ou outro texto de cultura africana, mas, sobretudo, trabalhar a auto-estima e o orgulho da nossa negritude”.

 

 

 

Comunicação Social

Acessos Hoje:599  Total Acessos:1937105