Sesop agora é Soep: saiba o que muda com a nova nomenclatura do setor


Carlos Turque, coordenador de Orientação Educacional e Pedagógica, explica as mudanças na nomenclatura dos antigos Sesops

 

O Setor de Orientação e Supervisão Pedagógica (Sesop) do Colégio Pedro II teve sua denominação alterada para Setor de Orientação Educacional e Pedagógica (Soep). Da mesma forma, o antigo Sesop Geral passou a ser denominado Coordenação de Orientação Educacional e Pedagógica (Coep). As mudanças foram estabelecidas pelas Portarias nº 4111/2018 e nº 4112/2018, sendo esta última responsável por definir o perfil profissional da equipe e as atividades do setor.

 

Segundo o coordenador de Orientação Educacional e Pedagógica, Carlos Turque, as portarias foram fruto de debates e discussões promovidos pela equipe com o intuito de fortalecer a identidade do setor. “Nossa antiga portaria era de 2014 e mantinha a supervisão pedagógica no nome do setor e como uma de suas atribuições. No entanto, o setor não tem ingerência direta sobre o trabalho docente para fazer qualquer tipo de supervisão. Ele atua na parte pedagógica, mas não através da supervisão. Quem faz a supervisão sobre o trabalho do professor é o coordenador pedagógico, o diretor, o coordenador geral de Departamento”, destaca.

 

Frente a essa inadequação, os quase cem servidores que compõem as equipes dos Soeps chegaram ao consenso de que era necessária uma mudança na nomenclatura do setor, que reforçasse sua finalidade. “As atividades do setor são marcadas pela orientação educacional e a orientação pedagógica. A orientação educacional é uma atividade voltada para o atendimento aos alunos e aos responsáveis onde fazemos um acompanhamento do rendimento e dos fatores que afetam o rendimento do aluno, da frequência e de tudo o mais que colabora para o sucesso do estudante. Já a orientação pedagógica é uma linha de trabalho mais voltada para questões administrativo-pedagógicas. A participação e a contribuição nos Conselhos de Classe, no Conselho Pedagógico e em outros fóruns de planejamento e discussão pedagógicas fazem parte do trabalho de orientação pedagógica”, ressalta.

 

Os documentos também serviram para determinar o perfil e a função de cada profissional nas equipes dos Soeps, que devem ser formadas por técnicos em Assuntos Educacionais, pedagogos, psicólogos e assistentes em Administração.

 

Quanto ao atendimento a estudantes e responsáveis, Turque explica que as atividades já desempenhadas pelos Soeps não sofreram alterações.  “Do ponto de vista qualitativo, sempre vamos buscar melhorar nosso atendimento e qualificar a equipe para oferecer um melhor atendimento a comunidade escolar. Em termos da relação dos orientadores com os estudantes e com as famílias, vamos continuar desempenhando as mesmas atividades”, reforça.

 

 

 

Assessoria de Comunicação Social

 

Acessos Hoje:6870  Total Acessos:17099406