O ser professor em tempos de pandemia: o ensino e as múltiplas trajetórias

Mariana Lima Loterio, Mariana Sartorato Marques, Laura Butti do Valle

Resumo


O texto apresenta uma discussão e reflexão sobre como a pandemia mundial causada pela COVID-19 desde o final de 2019 e no Brasil, principalmente, desde o primeiro trimestre de 2020, transformou radicalmente a vida cotidiana. Como forma de evitar aglomerações e conter assim, o espalhamento do vírus, foi estabelecido o isolamento físico domiciliar e o fechamento de diversos estabelecimentos, entre eles, a escola. Com gestores, professores e alunos dentro de casa e a acelerada necessidade de continuação das atividades escolares de forma remota, alterou-se profundamente o sentido baseado no compartilhamento de ideias e saberes e na convivência presencial que a escola se fundamenta. De forma abrupta, os professores foram orientados a dominar um universo de tecnologias e transpor toda a didática e práticas pedagógicas para o ambiente virtual, sem reflexão, sem estruturas físicas e sem o conhecimento adequado. Neste cenário, entre tantas angústias e incertezas, nós, como professoras de Geografia de diferentes cidades, séries e realidades sociais, vimos a necessidade de expressar e registrar o momento atual e que, fazendo o recorte necessário, é extremamente privilegiado nesse Brasil tão desigual.

Palavras-chave


Covid-19; Ensino; Tecnologias Digitais; Autonomia Docente; Múltiplas Trajetórias.

Texto completo:

PDF

Referências


ARRUDA, Eucidio Pimenta. Educação remota emergencial: elementos para políticas públicas na educação brasileira em tempos de Covid-19. EmRede: Revista de Educação a Distância, v. 7, n. 1, p. 257-275, 2020.

BRASIL. Portaria Nº 343, de 17 de março de 2020. Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais enquanto durar a situação de pandemia do Novo Coronavírus - COVID-19. D.O.U 18/03/2020. Disponível em: . Acesso em: 01 jun. 2020.

CATAIA, Márcio. Civilização na encruzilhada: globalização perversa, desigualdades socioespaciais e pandemia. Revista Tamoios, v. 16, n. 1, p. 232-245, maio 2020.

FRANÇA FILHO, Astrogildo Luiz de; ANTUNES, Charlles da França; COUTO, Marcos Antonio Campos. Alguns apontamentos para uma crítica da EaD na educação brasileira em tempos de pandemia. Revista Tamoios, v. 16, n. 1, p. 16-31, maio 2020.

MARQUES, Roberto. Por uma perspectiva espacial da escola. Revista Brasileira de Educação em Geografia, v. 3, n. 5, p. 05-20, 2013.

MARTINS, Elita Betania de Andrade. Abelhas ou arquitetos? A compreensão dos professores sobre autonomia e as implicações no seu processo de formação e trabalho. 212 f. Tese (Doutorado em Educação)-Programa de Pós Graduação em Educação, UFJF, Juiz de Fora, 2014.

MASSEY, Doreen B. Pelo espaço: uma nova política da espacialidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008.

MORENO, Ana Carolina; TENENTE, Luiza; FAJARDO, Vanessa. ‘Escola sem Partido’: entenda a polêmica em torno do movimento e seus projetos de lei. G1, São Paulo, 3 ago. 2016. Disponível em: https://g1.globo.com/educacao/noticia/entenda-a-polemica-em-torno-do-escola-sem-partido.ghtml. Acesso em: 01 jun. 2020.

REIS, Ailton G.; CONTRERAS, José. Autonomia de professores. Revista Entreideias: educação, cultura e sociedade, v. 12, n. 11, 2007.

SANTANA FILHO, Manoel Martins de. Educação geográfica, docência e o contexto da pandemia Covid-19. Revista Tamoios, v. 16, n. 1, p. 3-15, maio 2020.

SIBÍLIA, Paula. Redes ou paredes: a escola em tempos de dispersão. Rio de Janeiro: Contraponto, 2012. 222 p.

SINDICATO DOS PROFESSORES DE SÃO PAULO. Por que a Fepesp e os sindicatos foram à Justiça contra a redução de salários. Sinpro SP, 15 maio 2020. Disponível em: http://www.sinprosp.org.br/noticias/3913. Acesso em: 01 jun. 2020.

SINDICATO DOS PROFESSORES DE SÃO PAULO. Medida Provisória 936 é aprovada na Câmara Veja as principais mudanças. Sinpro SP, 29 maio 2020. Disponível em: http://www.sinprosp.org.br/noticias/3928. Acesso em: 01 jun. 2020

IBGE. PNAD Contínua - Acesso à Internet e à televisão e posse de telefone móvel celular para uso pessoal 2018. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101705_informativo.pdf. Acesso em: 01 jun. 2020.

TOKARNIA, M. Um em cada 4 brasileiros não tem acesso à internet, mostra pesquisa. Agência Brasil, 29 abr. 2020. Disponível em: . Acesso em: 01 jun. 2020.




DOI: http://dx.doi.org/10.33025/grgcp2.v7i13.2539

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-4467

 

Licença Creative Commons

Indexada em: