Jogando com a geografia: possibilidades para um ensino divertido

Thiara Vichiato Breda

Resumo


Neste artigo apresento parte da Coleção Jogos Geográficos, fruto de reflexões e estudos na interface com práticas em sala de aula. A coleção é composta por jogos de tabuleiros, dominós, quebra-cabeças e caça ao tesouro, construída com produtos cartográficos, imagens de satélite e fotografias aéreas. As dinâmicas dos jogos são variadas e vão desde a simples identificação e localização de lugares e imagens em diferentes perspectivas, até situações que exigem estratégias mais complexas como se deslocar em um espaço orientado por um mapa na busca de um tesouro. É importante destacar que não tenho a pretensão de trazer sequências didáticas prontas. Quero apenas compartilhar materiais que possam fortalecer nosso trabalho docente. Minha intenção é estimular professoras e professores a organizarem e criarem jogos a partir de suas concepções de ensino, atendendo a seus objetivos de aprendizagem.

Palavras-chave


Jogos Geográficos; Raciocínio Geográfico; Pensamento Espacial.

Texto completo:

PDF

Referências


BREDA, Thiara Vichiato. Contribuciones del juego de simulación “Conhecendo o Parque Ecológico” en la construcción del razonamiento espacial en los niños. In: RAMIRO-SÁNCHEZ, Tamara. RAMIR, Ma. Teresa (Org.) Avances en ciencias de la educación y del desarrollo. AEPC: Granada, 2015. p. 109-116.

______. Jogos geográficos na escola: possibilidades para trabalhar noções espaciais e cartográficas. In: RICHTER, Denis; CAMPOS, Laís (Org.). Cartografia Escolar de Geografia. Goiânia: Espaço Acadêmico, 2017. p. 29-49.

______. Jogos geográficos na sala de aula. Curitiba: Appris, 2018.

______. La construcción de las relaciones proyectivas en el juego “Puntos de Vista”. Anekumene, n. 14, p-57-65, 2018.

______. ; GARCÍA DE LA VEGA, Alfonso. O desenvolvimento do raciocínio espacial na Educação Infantil: Estudo de caso com Jogos Geográficos no Centro de Educação Ambiental. In: COLÓQUIO DE CARTOGRAFIA PARA CRIANÇAS E ESCOLARES. 9., 2016, Goiânia. Anais... Goiânia: UFG, 2016. p. 598-605.

______. ; GARCÍA DE LA VEGA, Alfonso. The Development of Geographical reasoning through a ludo-didactic proposal in the city. Didáctica Geográfica, v. 19, p. 289-293, 2018.

______. BATISTA, Angélica de Jesus; MATOS, Luzia de Jesus; CASTILHO, Raquel Camalionte; MANO, Silvia Aparecida Fiori. Jogo caça ao tesouro ecológico: uma reflexão crítica e lúdica sobre os recursos hídricos. Disponível em: . Acesso em: 18 ago. 2019.

BROUGÈRE, Gilles. Jogos e Educação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

CASTELLAR, Sônia M. Vanzella; VILHENA, Jerusa de Moraes. Jogos, brincadeiras e resolução de problemas. In: ______. Ensino de Geografia. São Paulo: Cengage Learning, 2010. p. 43-63.

CASTELLAR, Sônia M. Vanzella; VILHENA, Jerusa de Moraes; SACRAMENTO, Ana Claudia Ramos. Jogos e resolução de problemas para o entendimento do espaço geográfico no ensino de Geografia. In: CALLAI, Helena Copetti (Org.). Educação Geográfica: Reflexão e Prática. Ijuí: Unijuí, 2011. p. 249-275.

CASTRO, Victoria Alves de; CAMPOS, Mariana Alesia; DIBIASE, Anabella Soledad; GARRA, Ana María; JULIARENA, Cristina Esther; REY, Carmen; REYES, José Jesús; ROHONCZI, Anita; PIERRE, Teresa Saint. A divertida experiência de aprender com mapas. In: ALMEIDA, Rosângela Doin de. Novos rumos da cartografia escolar: Currículo, linguagem e tecnologia. São Paulo: Contexto, 2011. p. 91- 108.

CASTROGIOVANNI, Antonio Carlos; COSTELLA, Roselane Zordan. Brincar e cartografar com os diferentes mundos geográficos: a alfabetização espacial. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2006.

FLORENTINO, Raiane; ZACHARIAS, Andrea Aparecida. Jogos cartográficos sobre imagens de satélite: discussões a partir das aplicações nas escolas do município de Rio Claro/SP. In: COLÓQUIO DE CARTOGRAFIA PARA CRIANÇAS E ESCOLARES. 9., 2016, Goiânia. Anais... Goiânia: UFG, 2016. p. 441-447.

MACEDO, Lino de; PETTY, Ana Lúcia Sícoli; PASSOS, Norimar Chirte. Aprender com jogos e situações-problema. Porto Alegre: Artmed, 2000.

MARRÓN GAITE, M. Jesus. El juego como estrategia didáctica para favorecer el aprendizaje de la geografía. Iber: Didáctica de las ciencias sociales, geografía e historia, n. 30, p. 55-68, 2001.

SILVA, Luciana Gonçalves da. Jogos e situações-problema na construção das noções de lateralidade, referências e localização espacial. In: CASTELLAR, Sônia M. Vanzella. Educação geográfica: teorias e práticas docentes. São João: Contexto, 2005. p. 137-156.

SOMMER, Jussara Alves Pinheiro. Formas lúdicas para trabalhar conceitos de orientação espacial: algumas reflexões. In: REGO, Nelson. (Org.). Um pouco do mundo cabe em nossas mãos: geografizando em educação o local e o global. Porto Alegre: UFRGS, 2003. p. 123-130.

TAYLOR. John L. Guia sobre simulación y juegos par la educación ambiental. OREAC: Santiago, 1991.

VIEIRA, Carlos Eduardo; GOMES DE SÁ, Medson. Recursos didáticos do quadro-negro ao projetor, o que muda? In: PASSINI, Elza Yasuko (Org.). Práticas de ensino de geografia e estágio supervisionado. São Paulo: Contexto, 2015. p. 101-115.

WALFORD, Rex. Games in Geography. Londres: Longman, 1969.

______. Geography Games and Simulations: learning through experience. Journal of Geography in Higher Education, v. 5, p. 113-119, oct. 1981.




DOI: http://dx.doi.org/10.33025/grgcp2.v5i9.2689

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-4467

 

Licença Creative Commons

Indexada em: