Em outros espaços e com outras ferramentas... Oficinas pedagógicas na escola

Regina Célia Frigério

Resumo


O presente trabalho é fruto de ensaios de uma pesquisa de doutorado que trata da importância da oficina nos espaços pedagógicos. Tem como objetivos: apresentar reflexões sobre a temática explorando sua compreensão na ação docente em relação ao imaginário social que sua denominação evoca; apresentar o surgimento do conceito de oficina pedagógica no Brasil, a partir da década de 90, bem como enunciar algumas de suas instâncias básicas. Para o desenvolvimento deste trabalho foi realizada uma pesquisa bibliográfica sobre a temática oficinas pedagógicas, bem como sobre a utilização de história de vida docente, contribuindo na compreensão da temática na vida da autora do texto, enquanto professora no ensino de Geografia. Foi possível identificar que a escola substituiu a oficina das corporações de ofícios, mas pode lançar mão dela, desde que utilizando novas formas de fazer que são: com o outro, na relação teoria-prática. Neste sentido, a oficina acontece em outros espaços, não apenas limitada à sala de aula, pois o campo (locus de estudo) é uma das mais importantes instâncias da oficina pedagógica. Com isso, é possível promover principalmente a autonomia, a autoria e a autoridade de discentes e docentes.


Palavras-chave


Oficina Pedagógica; Instâncias da Oficina; Ensino de Geografia; Vida Docente; Ação Docente.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDER-EGG, Ezequiel. El taller: Una alternativa de renovación pedagógica. Buenos Aires: Magisterio Del Rio de La Plata,1991.

ARANHA, Maria Lúcia Arruda. História da educação. São Paulo: Moderna, 2005.

ARIÈS, Philippe. História social da criança e da família. 2ª ed. Tradução: Dora Flaksman. Rio de Janeiro: Editora Guanabara, 1981.

BAALBAKI, Angela Corrêa Ferreira; TEIXEIRA, Vanessa Gomes. Lugar de transformações: a oficina como prática pedagógica no ensino de português para surdos Revista Práticas de Linguagem, v. 4, n. 2, jul./dez. 2014.

BARROS, Nidia Aylwin de; BUSTOS, Jorge Gissi. El Taller: Integraciòn de teoria y práctica. Segunda Ediciòn, Buenos Aires: Editora Humanitas, 1980.

BETENCOURT, Amobio. El talller educativo ¿Quées? Fundamentos, cómo organizalo y dirigirlo, como avaluarlo. Santa Fé de Bogotá: Cooperativa Editorial Magisterio, 1996.

BRASIL, Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs). Geografia. Ensino Fundamental. Terceiro e quarto ciclos. Brasília. MEC/SEF, 1998.

CANDAU, Vera Maria; SACAVINO, Susana Beatriz; MARANDINO, Martha; MACIEL, Andréa Gasparini. Oficinas pedagógicas de direitos humanos. 2ª ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1995.

FERRAÇO, Carlos Eduardo. Pesquisa com o cotidiano. Educação e Sociedade, Campinas/SP, v. 28, n. 98, p. 73-95, 2007.

FORTUNATO, E; RUSCHEINSKY A. A História Oral na pesquisa social sobre o espaço urbano. Revista Biblos, Rio Grande, n. 16, p. 25-36, 2004.

FREINET, Celestian. As técnicas Freinet da escola moderna. Lisboa: Estampa, 1975.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 17ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

______. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 5ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 1997.

GIROUX, Henry. Os professores como intelectuais: rumo a uma pedagogia crítica da aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 1997.

MELO, Adriany de Ávila; VLACH, Vânia. Uma introdução à história da geografia escolar brasileira. In: ENCONTRO DE GEÓGRAFOS DA AMÉRICA LATINA. 8., Santiago. Anais... Santiago: Universidad de Chile, 2001. Disponível em: . Acesso em: 6 nov. 2020.

MÜLLER, Meire Terezinha. A educação profissionalizante no Brasil – das corporações de ofícios à criação do SENAI. Revista da RET Rede de Estudos do Trabalho, v. 3, n. 5, 2009. Disponível em: . Acesso em: 06 nov. 2017.

ROMANELLI, Otaíza de Oliveira. História da Educação no Brasil. 13ª ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

SOUZA, Elizeu Clementino de; MIGNOT, Ana ChrystinaVenancio (Org.). Histórias de vida e formação de professores. Rio de Janeiro: Quartet: FAPERJ, 2008.

O GRANDE DITADOR (The Great Dictator) Direção: Charles Chaplin, EUA: United Artists, 1940. 124 min. preto e branco.

SANTOS, Boaventura. Um discurso sobre as ciências. Porto: Afrontamento, 1997.

VIGOTSKI, Lev Semyonovich. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

TEMPOS MODERNOS (Modern Times) Direção: Charles Chaplin, EUA: Continental, 1936. 87 min. preto e branco.




DOI: http://dx.doi.org/10.33025/grgcp2.v8i14.2975

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-4467

 

Licença Creative Commons

Indexada em: