Por onde anda o território na BNC? Uma análise preliminar da seleção curricular

Ana Angelita Rocha

Resumo


Este ensaio pretende explorar o documento preliminar da Base Nacional Comum Curricular (BCN), cuja versão definitiva é prevista para o primeiro semestre de 2016, em que comunica um projeto de seleção do conhecimento escolar para toda educação básica. Suspeito de que esta versão do documento silencia questões inegociáveis do que acreditamos como princípio do ensino da Geografia: a dimensão política. Se coletivamente apostamos na dimensão de território como agenciamento, como conceito que se organiza na indissociabilidade espaço-tempo e que dá visibilidade à dinâmica social em torno de qualquer produção identitária (HAESBAERT, 2014), suspeito que, por ora, a concepção restrita do território como objeto silencia as camadas do conflito. Emerge daí nossa desconfiança sobre o esvaziamento político proposto pela agenda da Base Comum.



Palavras-chave


Currículo de Geografia; Base Comum; Território

Texto completo:

PDF

Referências


ANTUNES, R. Adeus ao mundo do trabalho? Ensaios sobre as metamorfoses e a centralidade do mundo do trabalho. 8a ed. São Paulo: Cortez, 2002.

BRASIL, Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Disponível em: http://www.basenacionalcomum.mec.gov.br/ Acesso em: 15 out. 2015.

GABRIEL, C. & MORAES, M. Conhecimento escolar: objeto incontornável da agenda política educacional contemporânea. Revista Educação em Questão, v. 45, n. 31 jan./abr. 2013. Disponível em:

. Acesso em: 10 set. 2014.

HAESBAERT, R; BRUCE, G. A desterritorialização na obra de Deleuze e Guattari. Revista GEOgraphia, 2009. Disponível em: Acesso em: 15 out. 2015.

HAESBAERT, R. Viver no limite: território e multi/transterritorialidade em tempos de in-segurança e contenção. Rio de Janeiro: Bertrand do Brasil, 2014.

LOPES, A.C. Por um currículo sem fundamentos. Linhas Críticas, Revista da Educação na UnB, v. 21, n, 45, p. 455-466. Disponível em: . Acesso em: 10 out. 2014.

MOREIRA, R. Para onde vai o pensamento geográfico? Por uma epistemologia crítica da Geografia. São Paulo: Contexto, 2006.

TYLER, R.W. Princípios básicos de currículo e ensino. Porto Alegre: Globo, 1981.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-4467

 

Licença Creative Commons

Indexada em: