Projetos de hortas escolares e debate agroecológico em Pernambuco e no contexto latinoamericano

Antonielle Pinheiro da Cunha

Resumo


Este trabalho apresenta o resultado de nossas reflexões e práticas de inserção do debate agroecológico na escola partir da experiência de construção de uma horta junto com estudantes de nível médio da escola estadual “Poeta Manuel Bandeira”, em Pernambuco, Brasil. Temos o objetivo refletir sobre como projetos de hortas de hortas escolares pautam o conhecimento agroecológico, a partir da sistematização dos avanços e desafios de nossa prática pedagógica em diálogo com outros projetos de ensino-aprendizagem baseado em hortas nas escolas no Brasil e América Latina. A construção deste trabalho expressa uma síntese de nossas reflexões e trajetórias na academia e na docência na rede estadual que nos motivaram a adentrar nos desafios de pautar a transformação do espaço escolar como processo educativo e debater a Agroecologia como eixo transversal na educação básica. A metodologia se baseia na análise de estudos sobre as transformações da agricultura e caracterização da agroecologia, para posteriormente tratar da experiência de horta na referida escola, e situá-la no campo de projetos semelhantes na América Latina. Finalmente, apresenta uma síntese sobre as conquistas e desafios que as hortas nos espaços educativos possibilitam para o ensino e a transformação socioambiental.


Palavras-chave


Agroecologia; Soberania Alimentar; Ensino-aprendizagem; Transversalidade

Texto completo:

PDF

Referências


ABRASCO. Um alerta sobre os impactos dos Agrotóxicos na Saúde. Parte 1 - Agrotóxicos, Segurança Alimentar e Saúde. Rio de Janeiro: World Nutrition, 2012.

ALTIERI, M. Agroecologia: bases científicas da agricultura sustentável. Guaíba: Agropecuária, 2002.

ARAYA, N. L. G. La agroecología desde las huertas escolares urbanas. Maestría en Agroecología. Ecológica. Andalucía: Universidad Internacional de Andalucía, 2012.

CAPORAL, F. R. Agroecologia: uma nova ciência para apoiar a transição a agriculturas mais sustentáveis. Brasília: 2009.

CUNHA, A. P. Território camponês na transição agroecológica em Vitória de Santo Antão-PE. 217 f. Dissertação (Mestrado em Geografia)-PPGEO/CFCH, UFPE, Recife, 2012.

COLÓN, M. V. La integración de la estratégia huerto escolar y su contribuición al mejoramento del proceso enseñanza y de aprendizaje en el currículo del nivel elemental. Dissertação (Mestrado em Currículo e Ensino)-Escola de Educação, Universidade Metropolitana, Porto Rico, Rio Piedras, 2011.

FAGRO. Programa Huertas en Centros Educativos: Aprendiendo a cultivar, cultivando aprendizajes educándonos para la sustentabilidad en escuelas de Montevideo. Montevidéu, 2009. Disponível em: . Acesso em: nov. 2014.

FAO. Nueva política de huertos escolares. 2010. Disponível em: . Acesso em: nov. 2014.

FIGUEIREDO, M. A. B. Reflexões a respeito do movimento agroecológico em Pernambuco. In: TAVARES DE LIMA, Jorge R. (Org.). Agroecologia e Movimentos Sociais. Recife: Bagaço, 2011. p.16-38.

GLIESSMAN, S. R. Agroecologia: processos ecológicos em agricultura sustentável. Porto Alegre: EdUFRGS, 2005.

INTA. Informe Pro-huerta: Plan Operativo anual 2011. Buenos Aires, 2011. Disponível em: Acesso em: nov. 2014.

LANDAETA, C.; BELLO, A. Incorporación del programa todas las manos a la siembra al desarrollo curricular. Barinas, 2009. Versão provisória, consultada no acervo digital da biblioteca do Ministério da Agricultura de Cuba, em novembro de 2014.

LONDRES, F. Agrotóxicos no Brasil: um guia para ação em defesa da vida. Rio de Janeiro: AS-PTA – Assessoria e Serviços a Projetos em Agricultura Alternativa, 2011.

LUZZI, N. O debate agroecológico no Brasil: uma construção a partir de diferentes atores. 182 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade)-CPDA, UFRRJ, Rio de Janeiro, 2007.

MAE-WAN HO. Confirmado: la modificación genética es peligrosa e inútil. In: Funes-MONZOTE, F. R. Y ROACH, E. F. Transgénicos ¿Qué se gana? ¿Qué se pierde? La Habana: Publicaciones Acuario - Centro Félix Varela, 2009. p. 223-235.

MAZOYER, M.l e ROUDART, L. História das Agriculturas do Mundo - do neolítico à crise contemporânea. São Paulo: EdUNESP; Brasília, DF: NEAD, 2010.

NICHOLLS, C. I., OSORIO, L. A., ALTIERI, M. A. Agroecología y resiliencia sociecológica: adaptándose al cambio climático. Colômbia, REDAGRES, 2013.

SÁNCHEZ, J. N. Proyecto Huertos Escolares “Por una Seguridad Alimentaria Actual y Futura” Zona de Velasco, Provincia de Holguín, CUBA. FAO: 2006. Disponível em: . Acesso em: nov. 2014.

SARANDÓN, S. J.; FLORES, C. C. Agroecología: bases teóricas para el diseño y manejo de agroecosistemas sustentables. La Plata: Universidad Nacional de La Plata, 2014.

SAUER, S.; BALESTRO, M V. Agroecologia e os desafios da transição agroecológica. São Paulo: Expressão Popular, 2009. p.177-204.




DOI: http://dx.doi.org/10.33025/grgcp2.v2i4.548

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-4467

 

Licença Creative Commons

Indexada em: