Os desafios para o ensino de Sociologia na Educação Básica a partir da BNCC

Josefa Alexandrina Silva

Resumo


O artigo analisa os significados dados ao Ensino Médio pela Reforma Educacional pautada na Lei 13.415/17 e pela Base Nacional Comum Curricular do Ensino Médio (BNCC-EM) e reflete sobre os desafios que se colocam para o ensino da Sociologia na educação básica. De forma mais específica, discute os limites dos saberes voltados para o “fazer algo” preconizados por esta reforma e sua relação com os sentidos do ensino da Sociologia na educação básica. Para isso, realizou pesquisa do tipo bibliográfica e documental. Na primeira parte examina as normatizações que regem o Ensino Médio a partir de 2017, e, na segunda, analisa como as ressignificações da educação dadas pela reforma repercutem no ensino da Sociologia. Conclui que a adesão de pesquisadores e professores ao ensino interdisciplinar e o expediente do “saber pragmático” estabelecidos pela reforma, sem o estabelecimento da crítica aos seus pressupostos, fragiliza o ensino de Sociologia na educação básica ao transformá-lo em saber instrumental para a resolução de problemas em oposição à compreensão sociológica da realidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.33025/rps.v0i27.3338

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Perspectiva Sociológica: A Revista de Professores de Sociologia

ISSN 1983-0076

Departamento de Sociologia - Colégio Pedro II

URL da Homepage: http://www.cp2.g12.br

E-mail: perspectivasociologicacp2@gmail.com