Os clássicos da Sociologia sob a ótica cinematográfica

Kamilla Rocha Ferreira

Resumo


O presente trabalho tem como ponto de partida uma análise acerca das produções cinematográficas: “O Enigma de Kaspar Hauser (1975) e “Ponto de Mutação (1990) sob a ótica dos “Clássicos” da Sociologia. A finalidade deste estudo não consiste em ponderar de forma minuciosa a produção intelectual destes autores, o objetivo primordial é promover uma discussão acerca de suas principais teorias e conceitos, relacionando-as com os filmes citados, buscando evidenciar a contribuição do conhecimento sociológico, sobretudo, no entendimento acerca da relação entre indivíduo  e sociedade, refletindo de que forma a Sociologia pode ser trabalhada no contexto escolar,  a partir da utilização de filmes, enquanto recurso pedagógico. Foi perceptível durante as discussões apresentadas a relevância da Teoria Sociológica Clássica no debate acerca da  realidade social. Apesar de Durkheim, Weber e Marx analisarem a sociedade sob óticas divergentes, proporcionaram a construção e sistematização do pensamento, bem como do       conhecimento sociológico, problematizando os fenômenos sociais numa perspectiva crítica, por meio de teorias e métodos de análise do real que lhes são próprios.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.33025/rps.v0i29.3687

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Perspectiva Sociológica: A Revista de Professores de Sociologia

ISSN 1983-0076

Departamento de Sociologia - Colégio Pedro II

URL da Homepage: http://www.cp2.g12.br

E-mail: perspectivasociologicacp2@gmail.com