PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA INICIANTES NO MAGISTÉRIO: COMPREENSÕES, TEMPOS E ESPAÇOS DE SOCIALIZAÇÃO DOCENTE

Jéssica Frasson, Natacha da Silva Tavares, Victor Julierme Santos da Conceição, Elisandro Schultz Wittizorecki

Resumo


Este estudo faz parte de uma dissertação de mestrado que investigou a socialização docente de professores de Educação Física iniciantes (FRASSON, 2016). Para tanto, tem como objetivos compreender como o professorado de Educação Física, em início de carreira, entende o processo de socialização docente e identificar em quais tempos e espaços da cultura escolar esse processo se materializa, tomando como pano de fundo teórico as formulações de Berger e Luckmann (2012) acerca da construção social da realidade. Metodologicamente, realizamos uma investigação etnográfica em duas escolas na Rede Municipal de Educação de Porto Alegre. A análise dos dados sinaliza que a socialização é entendida pelos colaboradores em uma perspectiva institucional e burocrática, que caracteriza as necessidades primárias dos professores iniciantes, tais como a chegada à escola, a acolhida inicial, o apoio e o auxílio a esses docentes que ingressaram em uma cultura que, em parte, lhes é desconhecida. Percebemos também, que a socialização acontece nos tempos e espaços formais (reuniões pedagógicas, sala de aula, conselhos de classe, reuniões com os pais, com a equipe diretiva) que são estabelecidos institucionalmente pela própria organização escolar; e nos espaços informais (a sala dos professores, refeitório, corredores, carona para casa), que são construídos cotidianamente e ainda culturalmente pelos sujeitos envolvidos.


Palavras-chave


Professor de Educação Física; Professor iniciante; Socialização docente; Cultura escolar.

Texto completo:

PDF

Referências


BERGER, P., BERGER, B. Socialização: como ser um membro da sociedade. In: FORACCHI, M. M., MARTINS, J. S. (Org.). Sociologia e sociedade. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, pp. 200-214, 1975.

BERGER, P. L.; LUCKMANN, T. A construção social da realidade: tratado de sociologia do conhecimento. 34 ed. Petrópolis: Vozes, 2012.

CARIA, T. H. A Cultura profissional dos professores: o uso do conhecimento em contexto de trabalho na conjuntura da Reforma Educativa dos anos 90. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2000.

CONCEIÇÃO, V. J. S. A construção da identidade docente de professores de educação física no início da carreira: um estudo de caso etnográfico na Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre – RS. 2014. 305 f. Tese (Doutorado em Ciências do Movimento Humano)– Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano, Escola de Educação Física, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014.

DIEHL, V. R. O. O impacto das mudanças sociais na ação pedagógica dos docentes de educação física da Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre: implantação e implementação do projeto escola cidadã. 2007. 237 f. Dissertação (Mestrado em Ciências do Movimento Humano)– Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano, Escola de Educação Física, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2007.

DUBAR, C. A Socialização. Construção das identidades sociais e profissionais. Porto: Porto Editora, 1996.

FERREIRA, L. A. O professor de educação física no primeiro ano da carreira: análise da aprendizagem profissional a partir da promoção de um programa de iniciação à docência. 2005. 216 f. Tese (Doutorado em Educação)– Programa de Pós-Graduação em Educação, Centro de Educação e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2005.

FRASSON, J. S. A socialização docente de professores de educação física no início da carreira: um estudo etnográfico em duas escolas da rede municipal de ensino de Porto Alegre – RS. 2016. 245 f. Dissertação (Mestrado em Ciências do Movimento Humano)– Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano, Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2016.

GEERTZ, C. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Zahar, 2008. p. 03-24.

HUBERMAN, M. Ciclo de vida profissional dos professores. In: NÓVOA, A. (Org.) Vida de professores. 2. ed. Porto: Porto Editora, 1995. p 31-61.

MARCELO GARCÍA, C. Estudio sobre estrategias de inserción profesional em Europa. Revista Iberoamericana de Educación, n. 19, p. 101-143, ene./abr. 1999.

________. Los comienzos en la docencia: un profesorado con buenos principios. Revista de Currículum y Formación del Profesorado. v. 13, n. 1, p. 1-25, 2009.

________. O professor iniciante, a prática pedagógica e o sentido da experiência. Formação Docente. v. 03, n. 03, p. 11-49, 2010.

MOLINA NETO, V. Etnografia: uma opção metodológica para alguns problemas e investigação no âmbito da Educação Física. In: MOLINA NETO, V.; TRIVIÑOS, A. N. S. (Org.). A pesquisa qualitativa em educação física: alternativas metodológicas. 3. ed. Porto Alegre: Sulina, 2010. p. 113-146.

SILVA, E. O. E. Os sentidos da escola na atualidade: narrativas de docentes e de estudantes da Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre. 2012. 317 f. Tese (Doutorado em Ciências do Movimento Humano) – Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano, Escola de Educação Física, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

WITTIZORECKI, E. S. Mudanças sociais e o trabalho docente do professorado de Educação Física na escola de ensino fundamental: um estudo na Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre. 2009. 227 f. Tese (Doutorado em Ciências do Movimento Humano)– Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano, Escola de Educação Física, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009.

WOODS, P. La escuela por dentro: la etnografía en la investigación educativa. Barcelona: Paidós, 1995.

ZEICHNER, K. M.; GORE, J. M. Teacher socialization. In: HOUSTON, W. R. (Ed.) Handbook of research on teacher education. New York: Macmillan, 1990. p. 329-348.




DOI: http://dx.doi.org/10.33025/ceb.v3i2.2084

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2525-2879 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.