A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA CRÍTICA NUMA SOCIEDADE TECNOLÓGICA EM TEMPOS DE ISOLAMENTO SOCIAL

Luiz Carahu da Cunha Neto, Christine Sertã Costa

Resumo


O presente estudo tem a finalidade de propor uma reflexão sobre a importância da Educação Matemática Crítica (EMC), subsidiada por fatos do cotidiano, como o tempo de isolamento social provocado pela pandemia de COVID-19, no ano de 2020. Tem foco principal na promoção de conhecimento, aliada ao exercício da cidadania e à prática da democracia e se vale do desenvolvimento tecnológico que vem ocorrendo na sociedade. Durante esse período ficou bastante evidenciado, especialmente pelos grandes meios de comunicação, o termo “modelo matemático”. Modelos matemáticos se propõem a descrever fenômenos diversos. Várias análises baseadas em alguns desses modelos foram descritas e buscaram explicar a forma e o ritmo em que estava se dando o contágio da epidemia, contribuindo para a construção de estratégias de prevenção.  O trabalho aqui apresentado trata-se do relato de uma experiência que propõe um modelo matemático simplificado, cujo objetivo é conduzir  o alunado  a produzir reflexões sobre a importância do isolamento social e dos hábitos de higiene no controle do contágio em massa da população pela COVID-19. O modelo foi aplicado a alunos do 9◦ ano do Ensino Fundamental de uma escola pública do Rio de Janeiro. Pretendeu-se assim que a proposta agregasse conhecimento matemático ao exercício pleno da cidadania, objetivando o bem comum da sociedade e evidenciando a força da matemática como ciência de transformação social.

Palavras-chave


Educação Matemática Crítica; Modelos Matemáticos; Cidadania; Democracia; Isolamento Social

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.33025/ceb.v5i3.3118

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2525-2879 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.