O JUSCELINO KUBITSCHEK DA PENA AUTOBIOGRÁFICA: entre a memória e o mito político.

Ana Maria Ribas

Resumo


Sob uma abordagem teórico-metodológica que sublinha os vínculos ditos, não-ditos e interditos entre história, memória, política e cultura, a pesquisa investiga, pari passu a uma determinada leitura do presente do passado, a autobiografia do homem e ex-chefe de Estado Juscelino Kubitschek, e, a ela correlacionada, estratégias de afirmação da sua memória que, elaboradas desde a presidência da República, ampliadas e aprimoradas por força da ditadura militar e adornadas pela morte, confluem para a elaboração do mito político enquanto obra individual e coletiva.

 

 


Palavras-chave


história; memória; autobiografia; mito político; ditadura militar.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.