REFLEXÕES SOBRE AS CONTRA RESISTÊNCIAS NO TRABALHO ESCOLAR ANTIRRACISTA

Anastacia Cristina Monteiro André

Resumo


O presente trabalho pretende analisar as oposições ao debate antirracista no ambiente escolar através da observação dos desdobramentos de um projeto pedagógico realizado em uma escola de Ensino Médio. Através de uma abordagem qualitativa, verifica-se que estas oposições não podem ser compreendidas fora da construção social do mito da democracia racial, o qual acarreta na tentativa de negação dos conflitos raciais através da adoção do discurso do grupo racial dominante. Conclui-se que para uma efetiva atuação antirracista no ambiente escolar é necessário associar as vivências com as teorias, para a construção de práticas pedagógicas eficientemente antidiscriminatórias e que levem em conta os saberes prévios dos estudantes.

Palavras-chave


racismo estrutural; estigma; educação antirracista

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.