DESENHO ANIMADO - uma fonte histórica

Andrea Colin Vasconcelos

Resumo


Este artigo propõe-se a debater os filmes de animação como fonte histórica, visto que esses documentos ainda são pouco utilizados pelos historiadores. Neste trabalho, serão levantadas as semelhanças dessas obras e suas especificidades em relação a outros tipos de filmes. Por fim será apresentado como o uso dos desenhos animados em sala de aula pode auxiliar os docentes para o aprendizado histórico.

 


Palavras-chave


filmes de animação (desenhos animados); fonte histórica; ensino de história.

Texto completo:

PDF

Referências


ECO, Umberto. Apocalípticos e integrados. Coleção Debates. São Paulo: Perspectiva, 1979.

FERRÉS, Joan. Televisão subliminar – socializando através de comunicações despercebidas. Porto Alegre: Artmed, 1998.

GIROUX, Henry A. A disneyzação da cultura infantil. In: SILVA, Tomaz Tadeu da; MOREIRA, Antonio Flavio (Org.). Territórios contestados – o currículo e os novos mapas políticos e culturais. Petrópolis: Vozes, 1995.

HOBSBAWM, Eric. A era dos extremos – o breve século XX: 1914-1991. São Paulo, Companhia das Letras, 1994.

JOLY, M. Introdução à análise de imagens. Trad. M. Appenzeller. Campinas: Editora Papirus: 1997. (Col. Ofício de Arte e Forma).

KNAUSS, Paulo, O desafio de fazer história com imagens: arte e cultura visual. Uberlândia: ArtCultura, vol.8, n.12, jan-jun 2006, p.97-115.

KORNIS, Mônica Almeida. História e cinema: um debate metodológico In Estudos Históricos – Teoria e História. Rio de Janeiro: Editora FGV, nº 5, 1992, p. 237-257.

LE GOFF, Jaques. História e memória. Ed. 7, São Paulo: Editora Unicamp, 2010.

NAPOLITANO, Marcos. Fontes audiovisuais: a história depois do papel. In: PINSKY, Carla Bassanezi (org). Fontes históricas. São Paulo: Contexto, 2005. p. 235-289.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.